31 de outubro de 2013

Daniel Bernardino conheceu Lula aos oito anos, quando precisou de um banco para ficar um pouco mais alto e poder tocar violino no Palácio do Planalto. O então presidente Lula se encantou com Daniel e prometeu dar um violino a ele. A promessa foi cumprida e o pequeno músico foi presenteado com o primeiro violino de eucalipto do mundo.

Daniel hoje tem 13 anos, sete deles como membro da Orquestra Criança Cidadã dos Meninos do Coque. Ao falar do ex-presidente Lula, ele não poupa sorrisos e declara: “O presidente Lula é um pai pra mim”. Daniel se apresentou na última quarta-feira (30), na comemoração dos 10 anos do Bolsa Família, junto com três colegas de orquestra.

Os quatro jovens têm entre 13 e 17 anos e dividem não apenas a paixão pela música, mas também o fato de serem filhos de beneficiárias do Bolsa Família. Eles contam que suas vidas mudaram depois que entraram para a orquestra, e enumeram as boas novidades: as viagens pelo Brasil e ao exterior, o gosto pela música e as atividades e os novos amigos feitos na orquestra.

A Orquestra Criança Cidadã dos Meninos do Coque
O projeto foi fundado em julho de 2006 com o objetivo de promover a inclusão social por meio da música. “A comunidade do Coque foi escolhida pelos altos índices de violência e os baixos índices de desenvolvimento humano”, conta João Targino, coordenador do projeto. Ele explica que a ação tem três objetivos: primeiro, formar cidadãos; depois, formar músicos e também inserir os jovens no mercado do trabalho.

João agradece o apoio constante do ex-presidente Lula que, para ele, ajudou a orquestra a ter projeção nacional. “Desde que ele conheceu o projeto, tornou-se apaixonado por ele”.

Os alunos do projeto têm aulas de teoria musical, de instrumento, de língua estrangeira e de informática e ainda são acompanhados por psicólogos.