11 de novembro de 2019

Originalmente postado no Instituto Lula 

Neste domingo (10), como já era costume na frente da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, um ato inter-religioso foi realizado na Vigília Lula Livre.

De surpresa, Lula falou aos presentes pelo telefone. O ex-presidente agradeceu a solidariedade de todos aqueles que resistiram ao seu lado por 580 dias. Além disso, denunciou o golpe de Estado na Bolívia e lamentou a postura da elite latino-americana frente a governos progressistas na região.

Confira o discurso na íntegra.

Quero acompanhar cada pessoa que foi aí em nome da sua religião defender a liberdade democrática nesse país, e quero, do fundo do coração, dizer pra vocês que eu jamais esquecerei a solidariedade de vocês em todo esse tempo que eu fiquei detido na Polícia Federal.

Eu estou em liberdade, estou muito alegre, e acabo de ficar triste porque acabo de receber a notícia de que houve um golpe de Estado na Bolívia, e que o companheiro Evo e o companheiro Linera foram obrigados a renunciar o seu mandato para que os golpistas assumissem o governo na Bolívia.

É lamentável que a América Latina tenha uma elite econômica que não saiba conviver com a democracia, que não sabia conviver com a inclusão social das pessoas mais humildes, as pessoas mais pobres, dos trabalhadores. E por isso eu estou livre e com vontade de brigar muito mais do que eu brigava quando eu tinha 30 anos ou 40 anos de idade.

Eu quero dizer pra vocês que não existem palavras para que eu possa dizer a vocês o quanto eu me orgulho de ter vocês como companheiros e companheiras que me ajudaram, fazendo suas pregações, rezando, com sermões de vocês me fortaleci muito na cela em que eu estava durante 580 dias.

Agora eu estou livre, com muito mais vontade de lutar do que eu estava quando fui preso. Com muita mais vontade de defender os interesses do Brasil. E com muito mais vontade de lutar junto com o povo trabalhador para conquistarmos melhores dias, melhores condições de vida para o nosso povo.

Que Deus abençoe a cada um de vocês. Que Deus abençoe a cada homem, cada mulher, cada criança desse Brasil e que Deus permita que tenha pessoas (muitas pessoas!) como vocês nesse mundo para que a gente possa continuar sonhando em construir um mundo democrático, um mundo justo e um país soberano no caso do Brasil. Que Deus abençoe cada um de vocês e muito obrigado por tudo.

Beijos!