Foto: Claudio Kbene

O papa Francisco enviou um rosário ao presidente Lula, preso político há 67 dias. O presidente recebeu o terço na sede da Polícia Federal em Curitiba. Em maio, o pontífice criticou o papel da mídia na difamação de figuras públicas. "Criam-se condições obscuras para condenar uma pessoa. A mídia começa a falar mal das pessoas, dos dirigentes, e com a calúnia e a difamação essas pessoas ficam manchadas. Depois chega a Justiça, as condena, e no final, se faz um golpe de Estado", afirmou na ocasião.

O consultor do Papa, Juan Gabrois, foi o responsável pela entrega. Impedido de visitar o presidente, ele encaminhou o objeto religioso por meio de seus advogados.

Voltar para o topo