29 de setembro de 2019

“Querida companheira Marinete,

Recebi com muito carinho a carta que vocês me enviaram. Sinto muito por ainda não termos alcançado justiça para Marielle. Nenhuma mãe deveria sofrer a dor da perda de um filho.

Infelizmente, não pude conviver com a Marielle, mas tenho profundo respeito por seu legado. Estarei com vocês nessa luta até o dia que os responsáveis por essa perda brutal sejam punidos.

A luta de Marielle segue ecoando pelo Brasil e pelo mundo, e é isso que nossos algozes não suportam. Para além da Justiça, confio no poder da verdade. E pode agir o tempo, mas ela sempre prevalece.
Um fraterno abraço do amigo,

Luiz Inácio Lula da Silva