24 de março de 2022
Foto: Ricardo Stuckert

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a destacar seu compromisso de governar para as classes mais pobres. Em entrevista ao vivo ao programa Café com Política, da rádio mineira Super Notícia, na manhã de hoje (24), ele disse que “o governo tem que assumir um compromisso de cuidar das pessoas pobres, das pessoas que estão desamparadas e das pessoas que precisam de saúde, de educação e de transporte” para que as possam viver com dignidade no Brasil

Ele lembrou que, em seu primeiro mandato, criou o Conselho de Desenvolvimento, com participação de empresários e de trabalhadores, e fez 74 conferências nacionais para discutir com a sociedade as políticas públicas. “É isso o que vou fazer na perspectiva de que, na hora que entregar o governo, o Brasil esteja melhor, crescendo mais e com mais distribuição de riquezas”.

O ex-presidente lembrou que em seu governo, 90% dos reajustes das categorias organizadas eram acima da inflação, enquanto atualmente apenas 7% dos acordos conseguem repor a perda de poder aquisitivo gerado pela alta generalizada de preços.

“As pessoas precisam saber que vai ser um país diferente. Será um Lula diferente, com menos cabelo, obviamente, mas com muita vontade de acertar.  O meu desejo de concorrer e voltar é porque eu acho que a gente pode recuperar o prestígio do Brasil a nível internacional, a gente pode recuperar o prazer de ser brasileiro, a gente pode recuperar o direito do povo de ter três refeições por dia na mesa”.

Veja a íntegra da entrevista: