07 de julho de 2011

A importância de garantir condições dignas de moradia na cidade e no campo é, há muito tempo, um consenso em toda a sociedade. É conhecido o impacto positivo que uma política ampla para esse setor pode provocar no desenvolvimento econômico e social do país. O Instituto Cidadania mobilizou profissionais da área, representantes dos movimentos sociais e setores empresariais para discutir como realizar essa transformação.

Organizado em parceria com a Fundação Djalma Guimarães, o Projeto Moradia foi concluído em maio de 2000 e apresentou soluções concretas para o problema do déficit habitacional no Brasil, a partir do conceito inovador de “moradia digna”. O projeto inspirou a criação do Ministério das Cidades, do Conselho Nacional das Cidades de programas habitacionais e de saneamento básico.

A coordenação geral do projeto foi da arquiteta e ex-deputada estadual Clara Ant. Junto a ela, participaram da coordenação do projeto André Luiz de Souza, Ermínia Maricato, Evaniza Rodrigues, Iara Bernardi, Lúcio Kowarick, Nabil Bonduki e Pedro Paulo Martoni Branco.