27 de outubro de 2018

Circula pelas redes sociais que o PSL, partido do candidato Jair Bolsonaro, não recebeu nenhum valor desse fundo.

Conforme a lei eleitoral, os partidos políticos têm direito ao Fundo Especial de Financiamento de Campanha, o chamado fundo partidário, que é um montante formado com dinheiro público que pode ser gasto pelos partidos na campanha eleitoral.

Isso é MENTIRA! É mais uma FAKE NEWS!

Em 15 de junho último, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) – divulgou o valor exato do fundo a ser repartido entre os 35 partidos existentes. Coube ao PSL o valor de R$ 9.203.060,51 (nove milhões, duzentos e três mil, sessenta reais e cinquenta e um centavos).

Os partidos têm prazo de até 20 dias após a eleição de segundo turno para fazer a prestação de contas de gastos com a campanha eleitoral, onde, de fato, poderão ser comprovados os gastos de cada partido.

Reportagem do jornal O Globo (29/8/18), aponta que, ao todo, o PSL recebeu 9,2 milhões do Fundo Partidário. Diz o jornal: “o presidente do PSL desde a fundação, em 1998, até a chegada de Jair Bolsonaro à legenda, em fevereiro deste ano, Luciano Bivar recebeu R$ 1,8 milhão do fundo eleitoral para sua campanha a deputado federal por Pernambuco. O montante equivale a 19,5% de todos os recursos recebidos pelo partido para financiar a eleição. Bivar está licenciado da presidência da legenda, cargo que vem sendo exercido por Gustavo Bebianno. […] Ao todo, o PSL recebeu R$ 9,2 milhões do fundo”.

PSL terá a maior fatia do fundo partidário em 2019

O crescimento da bancada do PSL na Câmara dos Deputados garantirá ao PSL a maior fatia do fundo partidário a partir de 2019. Segundo levantamento feito pelo jornal O Estado de S. Paulo com base em dados do TSE, a sigla receberá em torno de R$ 110 milhões em recursos do fundo ao longo de 2019.

Não acredite nas fake news! Despreze as mentiras!

Espalhar mentiras e fake news nas redes sociais é crime!