06 de junho de 2022
Foto: Ricardo Stuckert

O PT enviou nesta segunda-feira, 6, aos partidos aliados que compõem o movimento Vamos Juntos Pelo Brasil — PC do B, PV, PSB, Psol, Rede e Solidariedade — uma proposta preliminar de diretrizes para a elaboração de um programa de governo. Após a avaliação dos partidos, o documento será colocado em uma plataforma online para receber propostas e sugestões durante 30 dias.

Veja abaixo a íntegra da nota emitida pelo presidente da Fundação Perseu Abramo, Aloizio Mercadante, responsável pela elaboração da proposta:

“Apresentamos aos partidos da coligação “Vamos juntos pelo Brasil”, às 08h desta segunda-feira (6), a proposta preliminar de Diretrizes do Programa de Governo da chapa Lula-Alckmin. Com isso, todos os partidos da coligação, inclusive o PT, poderão apresentar emendas e propostas ao texto.

O documento, sintético, contém as ideias-força iniciais em relação a cada tema e não abrange propostas específicas. Portanto, trata-se de um documento aberto de diretrizes para a construção do programa de governo, não se trata ainda do programa de governo em si.

Após a aprovação pelos partidos, o documento atualizado será colocado em uma plataforma virtual para receber propostas e sugestões de toda a sociedade brasileira pelo prazo de 30 dias. Utilizaremos uma plataforma inovadora, já empregada pelas prefeituras de Barcelona, Madri e Belém, e que permite a realização de discussões e debates dentro do próprio ambiente virtual. Além disso, possui um canal de organização para envolver a participação dos comitês populares e organizações dos movimentos sociais.

Também dialogaremos com os mais diversos setores da sociedade brasileira que quiserem tratar de propostas programáticas.

As sugestões recebidas ao longo desse processo serão a base para a elaboração do Programa de Governo propriamente dito. A expectativa é de um programa de governo aos moldes das candidaturas modernas, enxuto, didático e inovador, com cerca de 50 páginas. O texto final será consolidado até 10 de agosto para o registro da candidatura Lula-Alckmin.

Nossa expectativa é ampliar o engajamento, em um diálogo interativo para que a base social do movimento “Vamos Juntos pelo Brasil” participe da construção das propostas, se aproprie do programa de governo e se envolva de fato na criação coletiva de um novo projeto de reconstrução do Brasil.”