06 de agosto de 2018

De acordo com Recibo de Transmissão fornecido pela Justiça Eleitoral, o PT registrou a Ata de Convenção que homologou a coligação, a candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva para a presidente da república e a de Fernando Haddad para vice exatamente às 23:58:09 do dia 5 de agosto, ou seja, dentro do prazo.

Durante a coletiva que anunciou o nome de Haddad, a presidenta do Partido, senadora Gleisi Hoffmann, afirmou que o prazo estipulado para registro foi mais uma tentativa de impedir a candidatura de Lula, que sofre uma perseguição judicial.

“Houve uma reinterpretação de dispositivos da legislação eleitoral dizendo que agora têm de se definir as coligações e todas as indicações da chapa no prazo final para a realização das convenções”, afirmou Gleisi.

A senadora ainda explicou que essa movimentação foi feita por técnicos e que sequer contou com manifestação de ministros. “Foi mais uma ação para colocar obstáculos à candidatura. Mas não vamos dar nenhum motivo para que tentem impedir o registro de Lula”.

Com o cumprimento do prazo, a coligação e chapa definidas, o PT agora se prepara para um grande ato em Brasília no dia 15 de agosto, quando a candidatura do ex-presidente será registrada.