25 de outubro de 2018

A presidenta do PT, Gleisi Hoffmann, e o deputado federal eleito Rui Falcão visitaram nesta quinta-feira (25/10), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em Curitiba e relataram que o encontraram animado e confiante na vitória de Fernando Haddad nas eleições do próximo domingo (28 de outubro).

“Lula elogiou nossa militância por estar aguerrida na campanha e também o Haddad, pela desconstrução da indústria de mentiras, das fake news, do Caixa 2, do submundo da internet e da violência”, disse Gleisi.

A presidenta do partido relatou que Lula pediu para que “todos continuem firmes na luta, de cabeça erguida na rua, falando com o povo, porque a gente ganha eleição falando com o povo e não temendo nada. Nós sabemos o lado que temos, a responsabilidade que temos na história”.

“Lula tem muito orgulho da militância e de ser PT”, enfatizou Gleisi. Ela ressaltou o fato de o PT estar sempre ao lado do povo, o que foi comprovado no resultado do primeiro turno, que levou Haddad para a disputa final no próximo dia 28, e também o fato de que, apesar de toda a desconstrução sofrida, Lula permanece no coração do povo, assim como o PT. “O PT cumpre um papel fundamental na defesa dos direitos dos trabalhadores e vai estar do lado do povo brasileiro e dos trabalhadores sempre, em qualquer circunstância”, disse.

Gleisi também falou que o PT é o maior partido do país que tem raízes populares, ligação com os movimentos sociais e capilaridade.

Fake news
Ela também lamentou o fato de o Tribunal Superior Eleitoral (TSE ) ainda não ter julgado as medidas cautelares impetradas pelo PT contra as fake news disseminadas pela campanha do adversário Jair Bolsonaro, o que, segundo ela, “pode redundar em destruição de provas”.

“Os crimes cometidos são muito graves contra a ordem democrática: induzir a população a um voto, falando que os outros são o que não são, é muito grave”, afirmou Gleisi, que completou: “Ganhar ou perder eleição faz parte da vida das pessoas. Agora, fraudar a vontade popular como foi fraudada nesse primeiro turno com a votação que ele [Bolsonaro] teve foi muito grave”.

Rui Falcão lembrou que sábado (27/10) é aniversário do presidente Lula e ele vai ter que passar essa data preso injustamente, sem provas.

O deputado eleito também relatou que Lula fez questão de registrar o valor da militância do PT, apontando que chegamos ao segundo turno e que, “apesar de toda a campanha odiosa contra nós, reelegemos governadores, que estão disputando o segundo turno no Rio Grande do Norte e Sergipe com aliança, elegemos a maior bancada de deputados federais, isso é uma proeza para um partido que querem liquidar e diziam que estava acabado”.