09 de agosto de 2018

Reinaldo Azevedo, colunista da BandNews, entrevistou Fernando Haddad durante a sabatina do Banco BTG Pactual ocorrida nesta quinta-feira (09/08). Azevedo abriu sua fala reforçando o que já afirmou anteriormente: Lula foi condenado sem provas, em um dos únicos casos na história em que o Ministério Público denuncia uma coisa e o juiz condena por outra. O jornalista diz ainda que paga um preço altíssimo por externar publicamente sua posição.

Assista:

Veja também: Mitos e Fatos sobre o Lula.

Reinaldo Azevedo, ex-colunista da Veja, é conhecido por sua oposição aos governos de esquerda e foi um crítico ferrenho dos governos Lula e Dilma. Isso, no entanto, não o impede de reconhecer as manobras jurídicas que levaram Lula a se tornar um preso político, condenado sem provas em uma tentativa de barrar sua participação nas eleições de 2018. Reinaldo reconhece: “Lula foi condenado sem prova para ser rápido”.

Confira abaixo a transcrição da fala de Reinaldo Azevedo:

“Eu fico numa posição bem sui generis. Eu sou talvez um dos dez não esquerdistas que acredita que Lula foi condenado sem provas. Tenho escrito sobre isso, pagado um preço altíssimo por isso. Foi condenado sem prova pra ser rápido. A denúncia do Ministério Público diz uma coisa, a sentença do juiz Sérgio Moro ignorou a denúncia e disse por escrito que a denúncia do MP embasava a condenação. Deve ser um dos únicos casos na história em que o Ministério Público denuncia uma coisa e o juiz condena por outra. Portanto, condenado sem prova.  Isso não quer dizer que eu ache que o Lula é inocente, não estou entrando nesse mérito. Para o Estado de direito, interessa a prova e a prova não existe”.