03 de novembro de 2018

Com um ministro que veio do espaço
Começa a nova saga brasileira
O verde já saiu pela bandeira
Nessa junção nefasta em descompasso
O mundo todo olha com embaraço
O que o Brasil está se permitindo.
Quem diz que faz nem sempre está mentindo
E às vezes é tarde tomar providência
Começo a história pela previdência
Que quer que o idoso vá se demitindo

Sem ter direitos antes garantido
E o homem do campo trabalhar dobrado
Conta essa fábula, de um condicionado
Desses marchantes que não têm sentido
Um alienado, tosco e desprovido
De um pensamento raso e egoísta
Com ideais cruéis e uma meta fascista
Que não aceita seres na igualdade
Diz no roteiro dessa iniquidade
Que ser do bem pra ele é comunista

Nem começou e a gente já escuta
Mais um irmão, um negro, um favelado
Um travesti, mais um esfaqueado
E as Marieles mortas na labuta
Não é mentira, essa foi a conduta
Que o brasileiro na urna optou

Porém no jogo democrático estou
E enquanto a voz do verso permitir
Serei palavras no fazer sentir
Sendo a poesia que sempre lutou.

Maviael Melo

Confira outros materiais produzidos por Maviael:

“Eu quero o Brasil sendo feliz de novo” – cordel de Maviael Melo
Educação em cordel: “Coloque um livro na mão da criança” – por Maviael Melo
“O amor no amanhã nossa bandeira” – cordel de Maviael Melo
Haddad no Jornal Nacional em Cordel: “O PIG é de fato a balança do Golpe”
Ouça: Carta de Lula ao Povo Brasileiro transformada em cordel
A nova família está no amor, no respeito ao próximo e no seu direito

O Festival Digital Artistas pela Democracia tem espaço pra todo mundo mostrar sua arte em apoio à liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a favor do candidato Fernando Haddad presidente. Somos milhões de Lulas! É possível voltar a sonhar – vamos devolver o Brasil para o povo brasileiro! Faça como o cordelista Maviael Melo, mande sua arte você também!