19 de outubro de 2018

Vários artistas foram às redes sociais cobrar uma posição da ministra Rosa Weber, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), sobre o escândalo do Caixa 2 de Jair Bolsonaro, candidato do PSL à presidência da República. Nesta quinta-feira (18/10),  a assessoria jurídica da coligação O Povo Feliz de Novo entrou com ação de investigação eleitoral judicial junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contra Jair Bolsonaro (PSL) por abuso de poder econômico e uso indevido dos veículos e meios de comunicação digital.

Caetano Veloso, Teresa Cristina, Sônia Braga, Juliana Alves, Zezé Polessa, Letícia Sabatella, Vladimir Brichta, Sophie Charlote e dezenas de outros artistas foram às redes sociais cobrar uma posição da ministra Rosa Weber, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre o crime eleitoral praticado por Bolsonaro.

“E então, ministra Rosa Weber, qual a sua reação a esses escândalos de fake news e crimes eleitorais?”, questionou Caetano em vídeo no seu Instagram. Reunidos sob a hashtag #342artes, artistas pedem uma posição firme da Justiça sobre os crimes eleitorais. “Senhora ministra, qual a posição do TSE? […] Nós queremos o melhor para o Brasil. Nós queremos justiça”, disse Sônia Braga, em vídeo. “Comprar fake news com dinheiro de caixa 2 pra ganhar eleição é um ato ilícito. Como cidadã deste país, […] eu espero uma resposta sua”, diz Zezé Polessa, referindo-se a Rosa Weber.

Assista:

Caetano Veloso postou em seu instagram:

A cantora Teresa Cristina posto em sua página no Facebook:

A página 342artes, no Facebook, está concentrando diversos vídeos de artistas cobrando uma posição do Tribunal Superior Eleitoral: