22 de junho de 2021

Na tarde de hoje, o ex-presidente Lula (PT) criticou a violência policial contra indígenas que realizavam uma manifestação em Brasília, no estacionamento do no anexo 2 da Câmara dos Deputados, contra a votação do PL 490, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). A proposta dificulta a demarcação de terras indígenas ao criar um marco temporal para delimitar o que são terras tradicionalmente ocupadas pelos indígenas.

“É inaceitável a covardia com que as manifestações dos povos indígenas foram reprimidas pela polícia em Brasília. É preciso que a sociedade brasileira repudie a banalização dessas agressões. Um país que não respeita seus povos originários não pode ir pra frente.”, escreveu Lula.