29 de abril de 2022

Presente na abertura do XV Congresso Nacional Constituinte da Autorreforma do PSB, na noite desta quinta, 28, em Brasília, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva celebrou a parceria histórica com o partido e disse que a junção da legenda com o PT para disputar as eleições deste ano é necessária para salvar o Brasil, cuidar do povo e reeditar a soberania perdida.

Em referência direta ao ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, que representará o PSB como vice na chapa liderada pelo PT, Lula afirmou que o entendimento entre duas pessoas que já divergiram e estiveram em campos políticos diferentes é maturidade e compromisso com o país e com o povo brasileiro.

“De vez em quando alguém diz, Lula e Alckmin já divergiram, por que agora eles estão juntos? Porque isso se chama política, isso se chama maturidade, isso se chama compromisso com esse país e compromisso com o povo brasileiro. Nunca antes na história, o Brasil precisou tanto de nós, como ele está precisando agora. A sociedade brasileira está precisando de alguém para salvar o país, para cuidar do povo brasileiro, para reeditar a soberania diante dos olhos do planeta Terra”, declarou a um auditório lotado, com os principais nomes do PSB e também com representantes do PT.

Mencionando problemas como desemprego, fome, informalidade no mercado de trabalho, inflação e pessoas vivendo nas ruas, o ex-presidente afirmou ser necessário restabelecer a dignidade e a esperança do povo e fazer o Brasil voltar a sonhar e a realizar os sonhos. “Fazer as pessoas sonharem e trabalharem, sonharem e estudarem, sonharem e progredirem na vida. Acordar e ter café com leite e pão com manteiga todo dia, ter o direito de almoçar e de jantar, ter o direito de essas pessoas dormirem tranquilas porque não vai ter uma criança morrendo de desnutrição”, disse, pontuando que o PT, quando esteve no poder, já provou que é possível fazer.

Lula lembrou o legado dos governos dele e da ex-presidenta Dilma Rousseff, como a retirada de 36 milhões de pessoas da extrema pobreza e a elevação de 40 milhões de brasileiros a padrão de classe média baixa, e citou exemplos de avanços conquistados no Nordeste, como a transposição do Rio São Francisco, que teve 88% das obras concluídas nas gestões petistas, e o estímulo à indústria naval entre outras medidas que fizeram com que alguns Estados da região crescessem a níveis da China.

O ex-presidente voltou a criticar a política de preços da Petrobras e disse que o Brasil tem que voltar a ser soberano para cuidar do povo. “A qualidade de um país soberano a gente não mede pela riqueza, mas pela qualidade do emprego, pela qualidade do salário, pela qualidade da educação, pela qualidade da saúde e pela qualidade da vida na sociedade. Nós provamos que esse país pode ser melhor”.

O ex-governador Geraldo Alckmin falou sobre o momento triste que o país vive, com desemprego, carestia, sofrimento da população e governo negacionista, e disse que a chapa com Lula é um dever com foco no interesse público para mudar o Brasil.

Confira outras declarações de Lula, no encontro com o PSB: