25 de setembro de 2013

Na manhã desta terça-feira (24), o ex-presidente Lula concedeu uma grande entrevista à Rede Brasil Atual. “Se tem uma coisa que eu tenho vontade é de falar”, desabafou. A TVT, TV dos Trabalhadores, publicou nove vídeos curtos com trechos da conversa, que durou cerca de uma hora e meia. Ao final da entrevista a um grupo de jornalistas da Rede Brasil Atual, site, rádio e revista, da TVT e do jornal ABCD Maior, Lula declarou: “Estou voltando, com muita vontade, com muita disposição – para felicidade de alguns, para desgraça de outros. É o seguinte: eu estou no jogo”.

Para baixar imagens em alta resolução, visite o Picasa do Instituto Lula.

Veja abaixo os vídeos da TVT:

1 – Copa do Mundo

“Nós não podemos permitir que alguma má informação seja passada à sociedade sem que haja a resposta correta”. O ex-presidente está preocupado. Para ele, o país tem duas opções: usar a Copa do Mundo para o fortalecimento da imagem no exterior ou fazer um evento fracassado pelos problemas internos

2 – A imprensa precisa evoluir

Segundo o ex-presidente, “muita coisa evoluiu no Brasil, mas acho que os meios de comunicação não quiseram evoluir”.

3 – Políticos não querem fazer mudança na comunicação brasileira

“Nós temos um marco regulatório de 1962, é muito antigo. A gente não tinha nada do que a gente tem hoje” e não é uma tarefa fácil mudar, “é só perceber quantas pessoas estão dentro do Congresso Nacional que têm rádio, que têm televisão”.

4 – Em São Paulo, a gente nunca esteve tão próximo de ganhar a eleição como agora

Mas é preciso aumentar nosso leque de alianças, porque São Paulo tem 42 milhões de habitantes.

5 – Qualquer que seja o resultado, vou ter muita coisa para falar a respeito

O ex-presidente afirmou que só vai fazer as declarações após o término do processo. “Às vezes eu fico muito chateado porque se dependesse de determinado segmento da imprensa, não precisava nem de julgamento”.

6 – Mais Médicos abriu o debate sobre a saúde no Brasil

O Padilha sabe que o Mais Médicos não vai resolver o problema da saúde. Segundo o ex-presidente, falta dinheiro para a saúde e a população se manifesta por mais qualidade. Lula lembrou que o país não dispõe nem de especialistas nem de tecnologia em diversas áreas, e que não vai resolver os grandes problemas sem recursos. “Lá atrás, quando rejeitaram a CPMF, tiraram R$ 40 bilhões por ano da saúde achando que iam prejudicar o Lula. Mas prejudicaram o povo”.

7 – Reforma política: “Nada mudará para as próximas eleições”

A opinião de Lula é que “a gente só vai ter uma reforma política plena o dia que a gente tiver uma constituinte própria”. Para Lula, a mais importante das reformas do país é a política, com o fim do financiamento privado de campanhas. “Vocês veem as grandes empresas fazendo campanhas contra o financiamento privado? Vocês veem empresários reclamando que não querem contribuir com campanhas eleitorais?”, questiona. “Uma reforma para valer não vai acontecer agora. Por isso, vai ter de ser feita por meio de uma constituinte exclusiva, com ampla participação da sociedade.”

8 – Lula ainda tem esperança na composição política com Eduardo Campos (PSB)

A aliança entre PT e PSB tem importância para o ex-presidente Lula. “Eu prefiro esperar março para saber se ele será candidato ou não”.

9 – Lula avisa: “Tô no jogo”

Um dos principais articuladores políticos do PT, ele afirma que seu papel no processo será o “papel que a Dilma quiser” que ele tenha. “É como se fosse minha própria campanha. A vitória dela é minha vitória”.

A TVT exibiu os principais trechos da entrevista no programa Seu Jornal de hoje, que vai ao ar às 19h e pode ser visto no canal 13 da NET na Grande São Paulo, ou no site. Nesta quarta-feira (25), a Rádio Brasil Atual também veicula outros momentos da entrevista, no programa que pode ser ouvido a partir das 7h em São Paulo (FM 98,9), litoral paulista (FM 93,3) e noroeste paulista (FM 102,7). Logo mais, à noite, a RBA e o site do ABCD Maiorpublicam a íntegra da entrevista.