13 de outubro de 2018

Mais de 30 mil denúncias de boatos, mentiras e fake news que circulam nas redes sociais foram recebidas pelo Zap do Lula desde o último dia 2 de outubro, quando o canal de denúncias foi criado. Sua denúncia está mudando o combate a fake news no Brasil. Já são dezenas de vitórias históricas no TSE em 11 dias.

As primeiras 20 mil denúncias recebidas foram checadas, catalogadas e entregues ao setor jurídico da coligação O Povo Feliz de Novo”. Além dessas, outras 10 mil denúncias foram recebidas nas últimas 48 horas, e estão em fase de análise e processamento.

As mentiras e fake news recebidas foram catalogadas em dez grandes temas, tais como infância, sexualidade,  imagem de Fernando Haddad e Manuela D’Ávila, plano de governo, eleições, corrupção e fraude eleitoral. A partir dessa catalogação, uma série de ações foi protocolada junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), solicitando a derrubada de links e a identificação dos responsáveis pelas postagens. Foram dezenas de vitórias junto ao TSE determinando a remoção de postagens ofensivas contra Fernando Haddad e Manuela D’Ávila.

A família Bolsonaro também foi obrigada pela justiça a retirar de suas redes sociais fake news contra Haddad. Na última quinta-feira (11/10), o TSE ordenou que o vereador Carlos Bolsonaro, filho de Jair Bolsonaro, retirasse do ar notícia falsa contra Fernando Haddad.

Dias antes, o TSE já havia determinado que fossem retirados 33 links do Facebook que difamavam Manuela, e outras cinco fake news contra a mesma candidata.

Mais uma vitória histórica foi obtida em 6 de outubro, quando o Tribunal exigiu que 35 notícias, mentirosas e ofensivas fossem retiradas de uma vez só. As pessoas autoras das publicações são identificadas pelo Facebook por meio do número de IP de seus computadores e dos seus dados pessoais para cadastro.

Desde 7 de outubro, quando ocorreram as eleições de primeiro turno, tem se verificado também um aumento expressivo de denúncias de fake news sobre fraude nas urnas. Isso apenas demonstra a falta de compromisso com a democracia por parte da campanha adversária, denotando uma tentativa de pôr em risco o processo democrático.

Vale sempre lembrar: divulgar fake news é crime!

WhatsApp também lança ferramenta de denúncia.

O aplicativo WhatsApp lançou o botão “denunciar” para fortalecer ainda mais a luta contra as mensagens mentirosas e calúnias que circulam pelo aplicativo. Ao clicar no botão, o remetente da mensagem é denunciado como disseminador de fake news. Por enquanto, a ferramenta só está disponível no sistema Android.

Continue denunciando boatos, mentiras e fake news para nosso canal de WhatsApp! (11) 974028726. 

Envie para esse número qualquer material com conteúdo ofensivo e mentiroso que receber nas redes sociais.

Quer saber mais sobre as fake news que andam espalhando sobre Haddad e Manuela? Conheça a nossa seção especial de combate a fake news.