26 de outubro de 2018

Bolsonaro não tem o menor respeito pelas instituições e pelo Judiciário, mas já acumula uma série de perdas na Justiça. A última trata de uma propaganda exibida na noite de ontem e na manhã de hoje na TV e que descontextualiza e distorce uma fala da candidata a vice-presidenta de Fernando Haddad, Manuela D’Ávila. O TSE tirou do ar a última propaganda eleitoral de Bolsonaro na TV.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) acatou nesta sexta (26/10) pedido de liminar do escritório que representa a coligação “O Povo Feliz de Novo” para retirar o último vídeo da campanha do PSL do horário eleitoral gratuito na TV.

O escandaloso material apresenta uma edição manipulada e descontextualizada de uma fala de Manuela e já havia sido proibido, trazia a mentira já amplamente corrigida de que Manuela e Haddad seriam ateus. Nada mais ofensivo e longe da verdade!

A ordem de tirar o material do ar e não reprisá-lo hoje, como era o plano de Bolsonaro, é mais uma das várias derrotas que sofreu na Justiça. O ministro Luiz Felipe Salomão negou pedido do candidato para retirar da página do Facebook “O Brasil Feliz de Novo”, da campanha de Fernando Haddad, vídeo que afirma que o kit gay é mentira – e é mesmo.

No último dia 24 de outrubro, o juiz Luis Felipe Salomão já havia negado o pedido de sua campanha de calar o jornalismo brasileiro ao pedir a impugnação de sites como o Último Segundo, o Congresso em Foco e a Folha de S.Paulo. Na versão dos censores de Bolsonaro, ao simplesmente noticiar a verdade sobre uma decisão do Tribunal Superior Eleitoral, esses veículos estariam “proliferando desrespeitosa notícia falsa acerca do tema”.

Na decisão, o magistrado protegeu o exercício legítimo das liberdades de expressão e informação e lembrou a Constituição, que veda “toda e qualquer censura de natureza política, ideológica e artística”.

Cuidado, Bolsofake: mentira tem perna curta! O candidato do PSL pode debochar da Justiça e se recusar a olhar nos olhos do povo e de seu adversário, mas suas fakenews não têm mais lugar num Brasil que quer mudança e crescimento para todos e todas.

O Brasil não será refém de sua violência e do baixo nível de sua campanha. Jair Bolsonaro seguirá sendo denunciado ao TSE sempre que zombar da lei e, assim como os que apoiam suas práticas sujas de campanha!

Continue denunciando boatos, mentiras e fake news para nosso canal de WhatsApp – (11) 974028726. 

Envie para esse número qualquer material com conteúdo ofensivo e mentiroso que receber nas redes sociais.

Quer saber mais sobre as fake news que andam espalhando sobre Haddad e Manuela?

Conheça nossa seção especial de combate a fake news.