31 de agosto de 2018

Durante a gestão dos governos do PT, foram geradas mais de 700 mil vagas de empregos com carteira registrada no Ceará, um aumento de 89% entre os anos de 2003 e 2016.

Quando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva iniciou sua gestão na Presidência da República, em 2003, existiam 793.312 postos de trabalho. Em 2016, esse número girava em torno de 1,5 milhão de vagas de trabalho com carteira assinada. No total, foram criados 707.276 postos. Isso significa um aumento de 89,15% dos postos de trabalhos durante o período de gestão federal dos governos do PT.

No segundo trimestre de 2018, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a taxa de desemprego no Ceará foi de 12,8%. Para reverter esse quadro, o Plano Lula de Governo coloca como prioridade gerar oportunidades de trabalho no próximo mandato. Para isso, foi criado o Plano Emergencial de Emprego com a proposta de elevar a renda, ampliar o crédito e gerar novas oportunidades de trabalho. A retomada de obras públicas será uma das oportunidades para abrir postos de trabalho na construção civil.