11 de abril de 2022

Após campanha encabeçada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e que tomou as redes sociais, houve um aumento expressivo de alistamento eleitoral por jovens de 15 a 18 anos. De acordo com o Tribunal, o país ganhou no mês de março mais 445.553 novos eleitores nessa faixa etária.

Entre os jovens com 15 a 17 anos, o número de novos títulos passou de 199.667 em fevereiro para 290.783 em março, um salto de 45%. Entre aqueles com apenas 15 anos o aumento foi de 88,5%: 23.185 novos títulos emitidos em março contra 12.297 documentos feitos em fevereiro.

Se você é jovem e ainda não fez sua inscrição ou se precisa regularizar sua situação eleitoral, ainda dá tempo. O prazo para tirar, transferir e regularizar o título de eleitor a tempo de votar nas Eleições 2022 vai #Até4deMaio. A participação da juventude na escolha dos candidatos a cargos políticos nas eleições, especialmente nesse ano, é imprescindível para a definição do futuro do Brasil.

Mobilização social

Em fevereiro, havia cerca de 830 mil jovens alistados, a menor taxa da história. No início de março, com o objetivo de reverter essa defasagem, o TSE realizou a Semana do Jovem Eleitor e promoveu um tuitaço com a #RolêDasEleições. Artistas de influenciadores aderiram à Tag e ajudaram a alavancar a campanha. O fandom do grupo de k-pop BTS reforçou a campanha de conscientização por meio de projeções em capitais brasileiras com a hashtag #TiraOTítuloArmy e trechos de músicas da banda. O resultado dessa ação ressalta a importância da atuação de pessoas públicas para a conscientização política de jovens e também adultos.

Agora, na reta final para o término do prazo, a Justiça Eleitoral lançou mais uma campanha. A #Até4deMaio busca reforçar e lembrar a juventude sobre a importância de emitir o título de eleitor.

Mesmo após a corrida pelo alistamento, o número de jovens com título de eleitor ainda é baixo: os cerca de 1,05 milhões de aptos a votar representa apenas 17,5% dos mais de 6 milhões de brasileiros nessa faixa etária.

Esses números transparecem um desafio com o qual os políticos de agora e toda a sociedade precisam lidar: 34 anos depois de clamarem pelo direito de votar, porque jovens optam por não participar ativamente da vida política do país por meio da escolha de candidatos que o representem?

Como tirar seu título de eleitor

O alistamento eleitoral pode ser feito pela internet, por meio do Título Net, sem necessidade de comparecer a uma zona eleitoral ou ao tribunal regional eleitoral da sua região, e leva poucos minutos. Saiba aqui o passo a passo.

Se você não vai estar no seu domicílio eleitoral no dia da eleição, pode solicitar à Justiça Eleitoral o voto em trânsito indicando em que cidade estará no dia do pleito. Segundo o calendário eleitoral de 2022, essa solicitação deve ser feita até o dia 18 de agosto.

Os eleitores que estiverem fora da Unidade da Federação de seu domicílio eleitoral poderão votar em trânsito apenas na eleição para presidente da República. Já aqueles que estiverem em trânsito dentro do próprio estado, porém em município diverso de seu domicílio eleitoral, poderão votar para presidente, governador, senador, deputado federal e deputado estadual.