12 de maio de 2022

Nesta quarta-feira (11), o presidente mais inapto da história do Brasil, Jair Bolsonaro, proferiu mais uma de suas mentiras costumeiras ao comparar o preço da picanha no Canadá e no Brasil, em uma tentativa esdrúxula de fazer o brasileiro engolir a inflação e o preço absurdo da carne no país. Em vez de se preocupar em combater a estagflação e a fome, Bolsonaro e seu gabinete ocupam-se em tentar convencer a população de que os valores abusivos de alimentos e combustíveis no Brasil são menores do que os praticados no resto do mundo. É mentira, e a declaração causou indignação dos usuários nas redes sociais tamanho o seu absurdo.

Como sabemos, criar cortinas de fumaça é uma das maiores habilidades de Jair (que tem poucas). Dessa vez, ele deve estar tentando desviar o foco de sua inabilidade em lidar com a alta do preço dos combustíveis, que castiga o brasileiro desde que ele assumiu, e vem piorando ao longo do tempo. Mas, como a gente não trabalha com fake news, vamos falar um pouco sobre essa comparação.

O salário mínimo

Não existe comparação justa sobre esse assunto sem analisarmos o salário mínimo nos dois países e também o poder de compra. Lembrando que quem trabalha lá, recebe e compra em dólares canadenses. Nós recebemos e compramos em real, então a conversão de preços só estabelece uma comparação fiel das duas realidades se levar em consideração também os salários.

O salário mínimo no Canadá é calculado por hora e varia entre as províncias. Hoje, está numa média de $ 15 CAD a hora, contra R$5,51/ hora, no Brasil. Sendo assim, quem recebe um salário mínimo no Canadá, ganha $ 2400 CAD no mês. No Brasil, o mínimo está estabelecido em R$1.212.

A picanha é um corte que se popularizou no Canadá recentemente, enquanto no Brasil a tradição da picanha nos churrascos de fim de semana deixa saudade. No Twitter, diversos usuários postaram fotos, no mesmo dia em que o presidente fez a declaração mostrando que o quilo da picanha brasileira no Canadá está custando cerca de $CAD 12, em média. Convertendo (o que não é o certo a se fazer), a picanha custaria R$ 40,68 no Canadá. O preço médio do quilo da picanha comum no Brasil (não aquela de R$1800 o quilo, consumida pelo presidente) é de R$80. Ou seja, mesmo convertendo, os preços aqui são muito superiores.

Vale lembrar que o consumo de carne bovina no Brasil, em 2021, foi o menor em 25 anos, por causa dos altos preços do item. Dados da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) mostram que o consumo chegou a 26,5 quilos por habitante em 2021, um recuo de 40% na comparação com 2006, quando eram consumidos 42,8 quilos por habitante, o maior valor da série.

Se convertermos o salário mínimo canadense em reais, teremos $ 2400 CAD X 3,94 (cotação do dólar canadense em relação ao real), o que daria R$ 9464,45, um valor quase oito vezes superior ao salário mínimo brasileiro. O salário mínimo canadense consegue comprar 200 quilos de picanha, enquanto o salário mínimo brasileiro consegue comprar apenas 15,15 quilos de picanha. Ou seja: o salário mínimo canadense compra 13,2 vezes mais quilos de picanha do que o brasileiro.

E já que ele quer esconder: vamos falar de gasolina. O valor do litro da gasolina em Toronto está em $ 2,11 CAD, dados de maio deste ano. No Brasil, o litro custa em média R$7,29. Se convertermos para o real, o valor do litro lá fica um pouco acima do daqui. Mas veja o poder de compra. Encher um tanque de 40 litros de gasolina lá custa, em média, $ 84,40 CAD. Aqui, um tanque com a mesma capacidade sai por R$ 291,60, em média. Para encher esse tanque, uma pessoa que ganha um salário mínimo no Canadá precisaria trabalhar 5,6 horas. Por aqui, são necessárias 52,9 horas de trabalho para encher o mesmo tanque ganhando um salário mínimo. É por isso que temos a 3ª gasolina mais cara do mundo.

Poder de compra

Agora, vamos entender o poder de compra, que é a capacidade que temos em adquirir bens e serviços com a moeda do país. Hoje, um litro de leite custa em média R$ 5,61. No Canadá, esse valor é de $ 2,37 CAD. Fazendo as contas, uma pessoa que recebe salário mínimo no Canadá tem que trabalhar 10 minutos para comprar um litro de leite. No Brasil, quem recebe um salário mínimo, tem que trabalhar UMA HORA para comprar um litro de leite. Percebem a diferença? A inflação está corroendo nosso poder de compra e é totalmente desonesto comparar a realidade do Brasil com a do Canadá.

Outro argumento muito usado por Bolsonaro é que “a crise é global”. Vejam só, Portugal é um país da Europa, que também passa por efeitos devastadores por causa da pandemia e sofre consequências da guerra entre Rússia e Ucrânia.

Vejam esses vídeos comparativos. Com 10 reais, hoje, você consegue comprar no máximo um pacote de feijão. Em Portugal, com 10 euros ( R$ 53,40), é possível comprar arroz, sardinha, vinho, pão de forma, um pacote de bolacha Maria, um pacote de feijão, uma garrafinha de polpa de tomate, um pacote de macarrão, óleo, açúcar, farinha de trigo e asinhas de frango. O salário mínimo em Portugal é de 740,83 euros (ou R$ 3952).

@fasdeportugal

Saiba como morar em Portugal de forma legalmente, leia a descriição da minha bio e saiba mais👉

♬ som original – fasdeportugal
@eliezertymniak #viainfinda #portugal #viagens ♬ som original – Eliezer Tymniak

A inflação tem castigado muito os brasileiros, independentemente das mentiras de Bolsonaro, é possível ver isso claramente ao entrar no supermercado. A inflação acumulada da cenoura nos últimos 12 meses foi de 178,02%; a do tomate foi de 103,26% e a da batata foi de 63,40%. Isso em meio a um índice altíssimo de desemprego e sem aumento real do salário mínimo. Realmente está impossível fechar as contas do mês para a maioria da população e, por isso, temos visto a volta de uma situação que havia sido superada no Brasil, nos governos Lula e Dilma, a volta da fome.

Hoje, mais da metade da população brasileira está em situação de insegurança alimentar, seja leve, moderada ou grave. São 19 milhões de pessoas passando fome (ou seja, ficando mais de 24 horas sem ingerir alimento algum), de acordo com dados da Rede PENSSAN.

Esses brasileiros têm como companhia o ronco do estômago vazio e o desespero de uma existência sem dignidade. Para eles, não existe altos gastos em cartão corporativo, nem picanha a R$ 1800 o quilo. Comer carne é um luxo que a maioria não tem. Nem as melhores mentiras do presidente podem esconder a responsabilidade de Jair por toda essa tragédia. E ele segue lavando as mãos