20 de setembro de 2018

“Vamos ter de volta o Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação, atendendo à demanda da comunidade científica e retomar a agenda da ciência e que dialoga com o dia a dia das famílias mais pobres”, garantiu Fernando Haddad, candidato a vice-presidente na coligação “O povo feliz de novo”, em visita ao Parque Tecnólogico e ao Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), localizados em São José dos Campos, no interior de São Paulo, nesta quinta-feira (20/9).

Haddad explicou que houve uma redução muito grande nos investimentos de Ciência e Tecnologia no país depois do golpe de 2016 e que, em São José dos Campos, isso trouxe um prejuízo ainda maior, porque afeta diretamente a vida das populações vulneráveis, uma vez que o Cemaden monitora eventos climáticos e desastres naturais, como enchentes e deslizamentos e dispara alertas para proteção.

Reversão da venda da Embraer
Em conversa com jornalistas, Haddad foi questionado sobre a negociação de venda da Embraer à norte-americana Boeing pelo governo ilegítimo de Temer e do PSDB. Haddad respondeu que “se houver possibilidade jurídica de reversão, com certeza nós faremos”.

O candidato do PT disse que é contra a alienação das nossas riquezas que está sendo feita de forma precipitada sem diálogo com a sociedade. “É um erro um governo que não tem voto vender o nosso patrimônio sem diálogo com a população. E a Embraer é fruto de muito investimento público em ciência e tecnologia. É um patrimônio nacional, inclusive para a área da defesa, e não poderia ser sido tomada uma decisão sem o mínimo diálogo com o Congresso e com a sociedade em geral”.

Plano de governo
Haddad reafirmou sua convicção de que tem o melhor plano de governo para o país, “validado pelo presidente Lula, pelo PT, PCdoB, PROS, ou seja, estamos com a consciência de que temos um plano de recuperação rápida do país”.

A linha que deve ser seguida, segundo o candidato do PT, é “fazer o plano Lula de governo chegar na casa do cidadão comum, queremos trazer de volta o tempo de prosperidade que os nossos governos propiciaram para a população”.

Por fim, Haddad também falou da importância da Unifesp que foi levada por ele a São José dos Campos, quando era Ministro da Educação. “Aqui  o resultado é excepcional com 30 mil alunos matriculados em cursos de graduação e pós-graduação e vamos ampliar mais ainda”, disse.

Confira o áudio da entrevista de Haddad a jornalistas:

Veja a visita de Haddad ao Parque Tecnológico: