05 de outubro de 2018

Na última quinta-feira (04/10), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ordenou a retirada de mais um conteúdo mentiroso das redes sociais. O TSE determinou que um vídeo completamente mentiroso, que exibia informações falsas e absurdas de que o PT teria distribuído mamadeiras eróticas em creches, fosse retirado do ar do Facebook. O TSE já havia ordenado que o vídeo fosse excluído de outras plataformas e postagens.

O ministro Sergio Banhos afirmou, em sua decisão, que “a publicação tem a clara intenção de desvirtuar as concepções do candidato representante, disseminando informações manifestamente inverídicas sobre sua atuação perante as creches. Tais afirmações inverídicas e injuriosas, por si só, autorizam a limitação à livre manifestação do pensamento, com remoção de conteúdo”. O juiz diz ainda que a fake news configura ofensa à honra,  agressão e ataque ao candidato Fernando Haddad na internet.

Espalhar boatos, mentiras e fake news na internet é crime! Após as primeiras 24 horas de funcionamento do nosso canal de denúncias, nosso jurídico entrou, junto ao TSE, com 92 páginas de denúncias contra fake news recebidas pelo nosso WhatsApp. Continue denunciando! Mande mensagem para nosso canal de WhatsApp: (11) 974 028 726.

Veja outras vitórias contra mentiras e fake news durante a campanha!

Leia a integra da liminar do TSE.