20 de setembro de 2018
Foto: Mauro Calove

O linguista e ativista norte-americano, Noam Chomsky, e o ex-ministro da Educação, Aloizio Mercadante, visitaram o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na sede da Polícia Federal, em Curitiba, na tarde desta quinta-feira (20/09). “Foi uma experiência maravilhosa. Não é todo dia que se encontra uma das figuras mais extraordinárias do século 21: a pessoa que, por direito, deveria ser o próximo presidente do Brasil”, declarou Chomsky em coletiva após a visita.

Chomsky relembrou seu último encontro com Lula:“me lembro de encontrá-lo há 20 anos e ele dizer que não imaginava ser eleito. Ele foi eleito, fez coisas maravilhosas. Isso é um sinal do que pode acontecer no futuro. O ativista também comentou que Lula sofreu  ataques excessivos durante o período que esteve no governo e que a imprensa não deu trégua. “É importante que a mídia seja balanceada, pois ele sofreu críticas constantes durante todo o governo e isso acaba comprometendo a opinião pública”.

O ex-ministro Aloizio Mercadante apresentou alguns recados de Lula. Primeiramente, ele tem convicção de que Fernando Haddad ganha essa eleição, pois está tendo um excelente desempenho e a cada dia conquista mais o coração dos eleitores de todo o país. Lula também pediu que a militância não fique apenas esperando as pesquisas, mas que vá ‘amassar barro na rua’, bater de casa em casa e trabalho, porque o Brasil depende desses 17 dias de campanha.

Lula também propôs  que a coordenação e Fernando Haddad convoquem caminhadas pela paz nesta campanha. O país não precisa de faca, revólver, fuzil. Precisa de livro, cultura, escola, educação, museu. Nós temos que sair pra rua em caminhadas, mostrando que precisamos ter uma cultura que respeite a diversidade, que dialogue com a diferença, que permita a pluralidade, mas que o Brasil precisa de paz. E o caminho da paz é Fernando Haddad presidente”, disse Mercadante.