26 de setembro de 2018

Após o debate promovido pelo SBT em parceria com o portal UOL e Folha de S.Paulo, o candidato à presidência pela coligação “O Povo Feliz de Novo”, Fernando Haddad, conversou com jornalistas sobre a decisão do Supremo Tribunal Federal, nesta quarta-feira (26/09), que cancelou o título eleitoral de 3,3 milhões de pessoas que não conseguiram fazer o cadastro biométrico.

O candidato lamentou a decisão. “Muitas vezes, a responsabilidade não foi do eleitor. Nós temos muitas pessoas analfabetas, mal informadas, no campo, na zona rural. São várias as situações”.

Haddad disse ainda que esperava uma decisão diferente. “Eu simpatizava com uma ideia de liberalidade para permitir que essas pessoas se justificassem e pudessem votar. Cassar voto é uma coisa muito penosa. Todo mundo gosta de votar. As pessoas têm o direito e exercem a cidadania votando. Acho que deveriam encontrar um caminho para não cassar esse direito tão fundamental”, disse.

Veja também
#DebateSBT: políticas públicas para as mulheres
#Considerações finais de Haddad no #DebateSBT: “com trabalho e educação nós sairemos da crise”
#DebateSBT: Haddad vai investir no ensino médio