13 de junho de 2013

Ciência e Tecnologia é o tema do quarto seminário “O decênio que mudou o Brasil” em comemoração aos 10 anos de governo democrático e popular. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a presidenta Dilma Rousseff se encontram nesta quinta-feira (13), na cidade de Curitiba, para a cerimônia. Para destacar as conquistas nesse campo, o Instituto Lula convidou o infografista Ilustre Bob, que criou uma nova série de gráficos sobre o tema.O primeiro infográfico da série destaca o avanço no número de bolsas de pós-graduação concedidas. O número quase triplicou entre 2004 e 2012, passando de 28 para 78 mil (um aumento de 180%). No segundo gráfco, o destaque é o crescimento relativo da produção dos cientistas brasileiros em comparação com o resto do mundo. Beneficiado pela base pequena, o Brasil tem uma taxa de crescimento maior do que a mundial nos últimos 28 anos. Mas na última década, a produtividade brasileira deslanchou de vez. Em 2008, o Brasil chegou ao 13º lugar no ranking de países com maior produção científica, deixando para trás países com grande tradição em ciência, como Rússia e Holanda. A grande estrela do terceiro infográfico é o Programa Ciência Sem Fronteiras, que já concedeu 41 mil bolsas no exterior até maio deste ano.

O evento em Curitiba, organizado em parceria entre o Partido dos Trabalhadores, a Fundação Perseu Abramo e o Instituto Lula, comemora os 10 anos de governo democrático e popular no Brasil e será realizado no Expotrade, em Pinhais. Na capital paranaense, o seminário terá como tema Ciência, Tecnologia e Indústria. Durante o encontro, o presidente da Fundação Perseu Abramo, Márcio Pochmann, o presidente do BNDES, Luciano Coutinho e o presidente da Finep, Glauco Arbix vão apresentar os avanços do governo do PT os desafios estratégicos para os próximos anos nas duas áreas.

Após o seminário, será realizado um ato político com a participação de Dilma e Lula, além dos ministros Gleisi Hoffmann, da Casa Civil, Paulo Bernardo, das Comunicações e Gilberto Carvalho, da Secretaria-Geral da Presidência da República, e dos presidentes nacional e estadual do PT, Rui Falcão e Enio Verri.