21 de julho de 2018

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu nesta sexta-feira (20) o coordenador do Plano Lula de Governo, Fernando Haddad. Durante o encontro, Haddad debateu os próximos passos na estruturação do programa, que foi idealizado em sintonia com o ex-presidente. “O Lula está convencido de que nosso plano vai tirar o país do atoleiro. Elaboramos um programa à altura da crise que eles criaram”, afirmou Haddad, ao deixar a sede da Polícia Federal em Curitiba.

De acordo com o coordenador do plano, um pacote emergencial de medidas será revelado na próxima semana. “Estamos em um atoleiro econômico grave e precisamos tomar medidas desde o primeiro dia de governo para incrementar a economia e recuperar o país o quanto antes”, destacou.

Na avaliação de Haddad, a eleição caminha para uma disputa entre o legado de Temer e o de Lula. “O rumo das coisas está ajudando a população a esclarecer o que está em jogo. Tem o projeto do Temer, que vai ser representado provavelmente pelo Alckmin, e tem o nosso, representado pelo Lula. Tenho certeza que a população vai saber escolher, como sempre”, resumiu.

A essência do programa tem como objetivo central o resgate da soberania nacional e popular. Na linha econômica, Haddad adiantou propostas que envolvem a recuperação da capacidade de investimento do estado, a reforma tributária e o barateamento do crédito.

Para além da economia, Haddad citou ainda a realização de plebiscitos e referendos com o objetivo de validar decisões de grande relevância para a população. “A democracia tem essas três dimensões: a política, a social e a econômica.Vamos incindir nas três, com o objetivo de fortalecer a soberania nacional e popular”.