07 de junho de 2013

Salif Keita, um dos mais aclamados músicos do continente africano, fará dois shows em São Paulo na próxima semana. Nos dias 11 e 12, o cantor malinês se apresentará na choperia do Sesc Pompeia, onde vai mostrar ao público brasileiro o seu novo disco Talé. Eles será acompanhado pelo músico camaronês Manu Dibango, famoso por seu coro de saxes, e pela cantora e baixista americana Esperanza Spalding, vencedora do Grammy.

O músico tem sido uma espécie de embaixador da música do Mali e da própria África. Engajado nas causas da tolerância e da defesa da diversidade, representa, juntamente com Fela Kuti, uma das maiores influências da moderna música africana fora do continente. Em sua carreira, ele tem explorado o Afro Pop, Salsa-Twist, funk e até mesmo a rítmica do afro-jazz-rock em suas colaborações mais recentes com Joe Zawinul e Carlos Santana. Além de ter uma voz particular, Salif Keita é conhecido por ser descendente direto do fundador do império do Mali, Sundiata Keita, e também por ser albino. Em muitas culturas africanas, os albinos costumam ser perseguidos e discriminados.

Talé, o novo trabalho de Keita, é fruto da parceria com o produtor Philippe Cohen Solal, da banda argentina Gotan Project. Juntos, os dois procuram mesclar tradicionais fundidos a sons orgânicos e primitivos e sons contemporâneos com música eletrônica com uma pitada de irreverência.

Para mais informações sobre o show, acesse a página do Sesc Pompeia.

Para escutar algumas músicas de Salif Keita, acesse o Myspace do músico.