11 de abril de 2019
Foto: Ricardo Stuckert

Depois de um ano mantido preso político, proibido de dar entrevistas e de aparecer em público, e após anos de perseguição implacável da mídia conservadora que fez de tudo para destruir a sua honra e o seu legado, Lula ainda é avaliado pela maioria dos brasileiros como o melhor presidente que o Brasil já teve.

De acordo com a pesquisa CUT-Vox Populi, para 48% dos brasileiros, Lula é o melhor presidente da história do Brasil.

Em um distante segundo lugar está Fernando Henrique Cardoso (PSDB), com apenas 8%, e mais longe ainda, em terceiro, está Jair Bolsonaro (PSL), com 5%. Ambos perdem para as alternativas ‘nenhum’ foi o melhor (18%); ‘outros’ foram melhores, sem especificar quem (10%) e para aqueles não souberam ou não quiseram responder (11%).

Em abril do ano passado, o percentual que Lula conseguiu como melhor presidente foi de 55%. Em maio, depois da prisão, caiu para 46%. Em julho, quando ele quase foi solto por um habeas corpus concedido pelo desembargador Rogério Favreto e voltou às manchetes dos jornais, o percentual subiu para 48% e em setembro foi a 53%.

Em entrevista ao programa Giro das 11 da TV 247, o diretor do Instituto Vox Populi, Marcos Coimbra, disse que a pesquisa mostra que “a liderança moral e o carinho da opinião pública não mudaram depois de um ano de prisão”.

As pessoas têm clareza que “Lula está na prisão por motivos políticos e que Moro e o conjunto do Judiciário o mantiveram preso apenas para que ele não pudesse disputar a eleição e ganhar”, disse.

O povo gosta de Lula

A CUT-Vox Populi também perguntou aos entrevistados se eles gostam de Lula e 48% responderam que sim. Outros 23% disseram que não gostam e 26% que não gostam nem desgostam.

Acertou mais do que errou

Questionados se Lula cometeu mais acertos que erros e fez mais pelo Brasil, 65% dos entrevistados responderam que acham que ele acertou mais e fez mais pelo país. Outros 30% disseram que ele errou mais.

Preso político

Para 55% dos entrevistados pela CUT-Vox, Lula foi condenado e preso por motivos políticos. Entre os entrevistados, 49% afirmam que o ex-juiz Sérgio Moro, atual ministro da Justiça de Bolsonaro, condenou Lula para impedir que ele fosse candidato a presidente. Portanto, recua a opinião de que Lula estaria preso por “corrupção” e afirma-se cada vez mais o componente político do processo e prisão do ex-presidente.

Da CUT