17 de agosto de 2021

A viagem do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por seis estados do Nordeste foi o gatilho para que bolsonaristas acuados requentassem antigas fake news contra Lula. As máquinas de produção de mentiras de Bolsonaro estão a todo vapor, ativadas pelo medo.Enquanto o atual presidente é vaiado em agenda no Ceará, Lula segue reacendendo a esperança de construir um país melhor para todos. Enquanto Bolsonaro fala só com seu cercadinho de apoiadores, Lula fala com o povo. Encurralados, Bolsonaro e o gabinete do ódio atacam. Não é a primeira vez que isso acontece e, infelizmente, não será a última.

Em junho deste ano, quando as pesquisas eleitorais passaram a trazer Lula como líder na disputa à presidência, as fake news voltaram com tudo contra Lula e sua família. Quanto mais isolado Bolsonaro fica, mais agressivas se tornam suas mentiras. Aliás, relatórios nacionais e internacionais comprovam que Bolsonaro é o rei da mentira: pelo menos 4 informações falsas são propagadas por Bolsonaro, todos os dias.

Dessa vez não foi diferente. Desde o último domingo (15), as redes vêm sendo inundadas por fake news. Traumatizada pela vaia que Bolsonaro tomou, a turma do ódio requentou uma fake news lá de 2017, segundo a qual Lula teria sido vaiado em restaurante. Dessa vez, a mentira ganhou o tempero especial de ser em Recife, pra casar com o momento atual. É mentira, lógico: desde 2017 agências de checagem apontam que se trata de um restaurante em shopping de Natal. Na ocasião, apoiadores e opositores de João Dória (que estava na cidade para receber o título de cidadão natalense) entraram em embate.

Também circula desde domingo uma montagem da chegada de Lula a Pernambuco, com falso áudio de críticas e vaias – já desmentida por diversas agências de checagem. O áudio, aliás, já foi usado em outras fake news. A artilharia pesada de Bolsonaro e seu comparsas, incluindo Roger, garoto propaganda de fake news, também está veiculando diversos outros vídeos falsos supostamente relacionados à chegada de Lula ao Nordeste.

Esquentar fake news antigas, aliás, é estratégia recorrente de Bolsonaro e seus apoiadores, que estão com medo de Lula e do Brasil que ele representa. Quando eles têm medo, mentem: por isso mentem o tempo todo. Enquanto isso, sem governo, o povo sofre com a pandemia e com a volta da fome, do desemprego e da inflação.