17 de agosto de 2018

O povo do Piauí sabe o que Lula fez pelo Estado e que o ex-presidente fará muito mais em seu próximo governo. Nesta sexta-feira (17/8), Fernando Haddad, candidato a vice-presidente na chapa de Lula, encontra com a população do Piauí para apresentar as propostas do próximo governo.

A medida mais urgente, sem dúvida, é frear o retrocesso imposto pelo governo golpista de Michel Temer e do PSDB. Arbitrariedades como a Emenda Constitucional 95, que congelou por 20 anos os gastos públicos, e a reforma trabalhista, que exterminou os direitos dos trabalhadores e aumentou a precarização e o desemprego, precisam ser revogadas para que o Piauí e o Brasil voltem a um ciclo virtuoso de desenvolvimento.

Os governos do PT quase dobraram o número de postos de trabalho no Piauí. Os dados são impressionantes: foram criados 212 mil postos de trabalho no estado, o que significou ascensão social, aquecimento da economia e um aumento de 89,5% no número de vagas de emprego.

Como Lula acredita que o desenvolvimento depende tanto do crescimento econômico quanto social, durante seus governos e o da presidenta Dilma Rousseff, cerca de 450 mil famílias no Piauí eram atendidas mensalmente pelo Bolsa Família. Isso fez com que mais de 1 milhão de pessoas saíssem da extrema pobreza.

Para amenizar os problemas da seca que sempre assolou o Estado, foram entregues, até 2016, 40.793 cisternas para consumo e 10.384 para produção, o que ajudou a impulsionar a agricultura familiar.

Já o Luz Para Todos permitiu que 152 mil famílias do Piauí finalmente tivessem acesso à energia elétrica.

O sonho da casa própria também se tornou realidade para milhares de pessoas. Até 2016, foram entregues 51.598 moradias pelo programa Minha Casa Minha Vida, no Piauí.

Lula também pensou em construir a base para o futuro do Estado sem deixar ninguém de fora. O Prouni possibilitou que 15.665 alunos tivessem acesso à universidade. O FIES, por sua vez, garantiu financiamento estudantil a outros 32 mil. A rede federal de ensino superior no Piauí ganhou quatro novos campi. Nos ensinos técnico e profissional, foram mais de 230 mil matrículas realizadas no Pronatec até março de 2016 e 17 novas escolas técnicas foram construídas, incluindo os Institutos Federais criados por Lula, que são referência no ensino médio.

Aliás, em seu próximo governo, Lula vai melhorar a qualidade do ensino médio promovendo uma federalização progressiva por meio da parceria com os Institutos Federais e com o Sistema S.

A saúde no Piauí também passou por uma revolução enquanto o PT esteve no governo federal. Para se ter uma ideia da dimensão, 1.284 equipes do Saúde da Família tinham, até março de 2016, uma cobertura potencial de 97,97% da população. O programa Farmácia Popular chegou a ter uma rede com 268 conveniadas e 10 próprias, antes que estas fossem extintas por Temer.

Em carta ao povo do Piauí, escrita no início de agosto, o ex-presidente Lula afirma: “Eu soube que no estado o investimento do governo federal em educação caiu consideravelmente e o Bolsa Família, que tem uma forte atuação no estado, vem cortando sistematicamente o número de beneficiados. A Universidade Federal do Piauí que teve seu maior crescimento no meu governo, hoje vem perdendo recursos e passa por dificuldades, prejudicando o andamento de pesquisas e o desenvolvimento do estado, que virá do conhecimento e da educação”.

Exatamente por tudo o que fez pelo Estado, o ex-presidente Lula tem ampla maioria das intenções de voto no Piauí, liderando com 68,43% as intenções de voto estimadas, segundo pesquisa do Instituto Amostragem, divulgada em 2 de agosto.

Novos planos e a retomada de antigos programas, sob um novo olhar, estão no Plano Lula de Governo para garantir a recuperação do desenvolvimento social.

Para a recuperação econômica, Lula quer ativar a geração de empregos, principalmente por meio da retomada de obras públicas que hoje estão paradas. Além disso, uma política de salário mínimo forte, tributação mais justa e crédito acessível vão colocar o Piauí e o Brasil novamente no caminho do desenvolvimento.