18 de setembro de 2014

Nesta quarta-feira (17), o ministro da Fazenda Guido Mantega anunciou que mais
350 mil unidades serão construídas pelo Minha Casa, Minha Vida no primeiro
semestre de 2015
.
A intenção, segundo o ministro, é não interromper as obras do programa e
preparar sua terceira fase. Foi anunciada também a prorrogação da tributação
especial à qual os empreendimentos do programa têm direito. Até 2018, as obras
poderão pagar a alíquota de 1% do faturamento, em vez dos 6% que teriam de
desembolsar sem o desconto. As duas medidas ajudarão a manter o emprego de mais
de 500 mil trabalhadores do setor da construção civil. 


O Minha Casa, Minha Vida já garantiu moradia a 6,8 milhões de brasileiros desde
sua criação, em 2009, e foi apontado pela ONU como “um exemplo para o mundo”.
Até 2014, foram 1,7 milhão de casas e apartamentos entregues, além de mais 1,7
milhão em construção. O investimento no programa foi de R$ 217 bilhões e 1,3
milhões de empregos foram gerados pelas obras. Ao todo, o Minha Casa. Minha
Vida, teve impacto de R$ 62 bilhões em todos os setores da economia
brasileira. 

Saiba mais sobre o Minha Casa, Minha Vida no site O Brasil da Mudança: http://brasildamudanca.com.br/minha-casa-minha-vida