22 de outubro de 2019
Foto: Claudio Kbene

Por Brasil 247

Referência no budismo, escritora e hoje também youtuber, Monja Cohen – cujo nome de nascimento é Cláudia Dias Baptista de Souza – relatou em entrevista a Sonia Racy, do Estado de S.Paulo, a visita que fez ao ex-presidente Lula no ano passado na prisão política em Curitiba e diz ter recebido críticas e apoio pela iniciativa, mas que não se arrepende.

“Quando fui visitar o Lula, teve um grupo na internet que ficou muito bravo comigo. Mas teve outro que me defendeu. E eu só soube disso. Teve uma pessoa que me escreveu e-mail e disse que eu não devia ter ido e que ia parar de ir ao templo”, conta.