08 de junho de 2022

A velocidade em que o gabinete do ódio produz fake news para tentar confundir os brasileiros e propagar o ódio é impressionante – especialmente quando Bolsonaro e seus apoiadores estão se sentindo acuados pelos resultados de seus próprios malfeitos. Durante a primeira semana de junho, recebemos diversas de denúncias pelo Verdade na Rede, portal em que você pode não apenas denunciar fake news como também buscar os principais desmentidos de agências de checagem. Combater a desinformação é um movimento que é fundamental, principalmente em ano de eleição, pela preservação e defesa da nossa democracia.

Na maior parte do tempo, essas notícias falsas direcionadas aos adversários políticos do presidente, principalmente a Lula, têm a intenção de desviar o foco dos brasileiros dos mal feitos de Bolsonaro e de seus apoiadores. Listamos os 4 principais desmentidos de Junho (por enquanto).

Post usa áudio falso para confundir sobre acusações contra Lula

Diversas agências de checagem desmentiram essa fake news. Uma postagem no Twitter reúne três conteúdos compilados em montagem para induzir os usuários da rede a uma interpretação enganosa sobre acusações ao ex-presidente Lula sem mencionar o desfecho das denúncias realizadas, que já foram arquivadas pela Justiça ou tiveram a condenação anulada. É sempre bom lembrar que Lula obteve vitória em todos os 25 processos movidos contra ele. Outras fake news resgatam delações mentirosas, que sequer foram aceitas por procuradores.

Essas são algumas das fake news que serve para encobrir os escândalos de gastos sigilosos de Bolsonaro em seu cartão corporativo, ou as críticas sobre a quantidade irrisória de tempo que Bolsonaro gasta exercendo a presidência da República. Em 35 dias, Bolsonaro e Mourão gastaram R$ 4,2 milhões no cartão corporativo da presidência da República, entre 01 de abril e 05 de maio de 2022. Desde o início do ano, foram R$ 8,8 milhões no cartão. Nos 40 meses de mandato, foram R$ 38,4 milhões, o que equivale a R$ 32 mil por dia! Com o que Bolsonaro tanto gastou? Não se sabe. O presidente colocou sigilo de 100 anos nos gastos do cartão corporativo. Sem investigação não tem corrupção.

Uma auditoria sigilosa do Tribunal de Contas da União (TCU) revela gastos de R$ 21 milhões em cartões corporativos na gestão do presidente Jair Bolsonaro, com despesas secretas, entre janeiro de 2019 a março de 2021.

Jair trabalha 20% menos do que um estagiário e já deixou Brasília ao menos 15 vezes, nos últimos três anos (lembrando que passamos por uma pandemia), para curtir férias ou folga no litoral.

É falso que filho de Lula foi expulso de Bar em Recife

As fortes chuvas que já vitimaram mais de 100 pessoas em Pernambuco têm sido assunto nas redes sociais e a situação comove os brasileiros que se têm juntado para fazer o que o presidente não faz e ajudar a população do local. Sobre a tragédia, Bolsonaro afirmou que falou “visão” a quem constrói em área de risco e que a população poderia colaborar não construindo nesses lugares. É claro que, como sempre, ele mostra total descolamento da realidade das famílias que vivem na miséria no Brasil e não menciona que o governo dele reduziu em 45% a verba para combate a enchentes.

Em vez de se portar como um estadista, Bolsonaro e seus apoiadores se dedicam a espalhar fake news.

Essa fake news circula nas redes sociais acompanhada de um vídeo que mostra um empresário, que não tem relação com Lula, sendo vaiado e retirado do restaurante. A informação falsa foi desmentida pelo Estadão Verifica.

É falso que Lula implantaria restrições religiosas no país caso fosse eleito.

A informação falsa foi desmentida pelo Projeto Comprova, e é mais uma das muitas fake news relacionadas a religião. Lula já deixou nítido, em discurso e ações, que é cristão. Já Bolsonaro...

Enquanto isso, o repórter Lucas Naiva, de Brasília, que denunciou um esquema de fabricação em massa de fake news em favor de Bolsonaro, foi ameaçado de morte e teve os dados pessoais vazados. A reportagem foi publicada no sábado (4), no Congresso em Foco, e mostra uma operação armada no fórum anônimo 1500chan para favorecer Jair por meio da veiculação de notícias falsas.

É falso que Lula pediu à Bolívia que reduzisse o envio de gás para o Brasil

Jair Bolsonaro e sua milícia digital orquestram rede de mentiras para esconder venda de refinaria brasileira a valor 55% mais barato do que o preço do mercado. A venda foi anunciada no dia 25 de maio. Dois dias antes, Bolsonaro postou em suas redes sociais fake news querendo, mais uma vez, culpar Lula pelo desastre da gestão bolsonarista na Petrobras e pelos preços absurdos de gás e combustíveis no Brasil de 2022 (ou seja, 12 anos depois de Lula deixar o poder como o presidente mais bem avaliado da história). Esta é uma tática que vem sendo bastante utilizada pela rede de fake news bolsonaristas: espalhar mentiras que tentam preparar o terreno antes de mais uma ação desastrosa do governo, na tentativa de blindar Jair Bolsonaro.

O próprio ministro boliviano Franklin Molina desmentiu a teoria conspiratória e explicou que a redução faz parte de estratégia de mercado. O que os bolsonaristas esqueceram de mencionar é que, uma semana antes, o governo vendeu a refinaria Lubnor, no Ceará, a preço de bananapor 55% do valor de mercado. E isso sim prejudica o fornecimento de gás e tem impacto no preço da gasolina para o Brasil.

Para evitar esse tipo de jogo sujo, precisamos unir forças em torno de informações verdadeiras. Seja você também um agente da verdade.

1 – Viu uma mentira?

Não a divulgue, nem para seus amigos mais próximos. Bolsonaro quer nos afogar nas suas falsidades. Saia dessa. Respire fundo, entre em https://lula.com.br/verdadenarede/ e busque uma vacina para as fake news que não param de pingar nos seus grupos de zap.

É só ir no campo de busca e digitar uma palavra marcante da notícia falsa.

Responda a mentira com uma verdade. O nosso site reúne o material das agências de checagem e conteúdo próprio. É preciso desmontar os argumentos falsos e as narrativas fantasiosas do bolsonarismo. Ao responder à mentira, encaminhe uma das vacinas, aproveite e já envie algumas das realizações dos governos do PT para gerar um debate produtivo e sem briga.

2 – Não encontrou um desmentido?

Denuncie a fake news com a qual você se deparou. Você pode fazer isso em nosso site, clicando no botão vermelho DENUNCIE AQUI. Checaremos a denúncia, se for necessário entraremos em contato para maiores informações.

3 – Como seguir informado?

É só se cadastrar em um dos nossos grupos de WhatsApp. Estaremos sempre de olho. Procurando as mentiras que circulam nas redes e em grupos de WhatsApp e Telegram e trazendo a verdade.

Além disso, os grupos também serão espaço para trocar informações e técnicas para eliminar as fake news. Vacine-se contra as fake news. Embarque no nosso mutirão!