21 de outubro de 2018

As fake news se tornaram uma das principais armas dos apoiadores de Jair Bolsonaro para buscar vencer as eleições de 2018 no Brasil. Vale tudo, de Ferrari amarela a mamadeira erótica, passando por acusações de pedofilia e até de incesto. O jogo é baixo!

Reportagem de hoje publicada pela BBC conta a história das “mensagens falsas usadas no século XVI para tentar sabotar o reinado do espanhol Felipe II”.

É isso mesmo! Em 1564 as táticas sujas utilizadas em 2018 pelos Bolso fakes já eram usuais, “e sua vítima foi ninguém menos que o homem mais poderoso do mundo na época: o rei espanhol Felipe II”.

A reportagem da BBC conta que, “séculos atrás, as mensagens falsas, obviamente, não eram disseminadas pelas redes sociais, mas transmitidas diretamente no boca a boca”, mas que “isso não diminuía sua capacidade destrutiva”.

No ano de 1564, quase 500 anos atrás, “uma notícia falsa foi usada para tentar sabotar seriamente o reinado de Felipe II”, contou à BBC a diretora do Arquivo Histórico de Cuenca, na Espanha, Almudena Serrano Mota.

Há oitos no trono, o monarca espanhol soube que um boato de sua própria morte “a tiros” havia se espalhado. Diante do risco que aquilo implicaria à monarquia, “imediatamente, o rei teve que acionar toda a máquina burocrática dos correios e da transmissão de mensagens, a fim de chegar o mais rápido possível às áreas que ele considerava convenientes que aquela notícia falsa era um boato sem fundamento”, explica Serrano.

Felipe II ordenou “uma grande diligência para descobrir de onde surgira o boato e com que propósito”, mas nunca se soube a origem do boato.

Leia a história completa aqui, e conheça mais sobre as origens das Bolso fakes.