24 de outubro de 2018
Foto: Daniel Ibáñez / ACI Prensa

O Papa Francisco alertou nesta terça-feira (23/10) para o risco do avanço do populismo e do ódio, citando o exemplo do ditador nazista Adolf Hitler. O Papa advertiu que os jovens de hoje deveriam aprender sobre a história dos conflitos mundiais ocorridos no século 20 para que não caiam no mesmo erro – e para que saibam como o populismo se espalha.

“É importante que os jovens saibam como nasce um populismo. Penso em Hitler no século passado, que havia prometido o desenvolvimento da Alemanha. Sabemos como começam os populismos: semeando o ódio. Não se pode viver semeando ódio”, afirmou, durante encontro com jovens e idosos realizado em Roma para a apresentação do livro “Francisco, a Sabedoria do tempo”.

“Hoje existe a Terceira Guerra Mundial em pedaços. Olhem para os locais dos conflitos: falta de humanidade, agressão, ódio entre culturas e tribos, também uma deformação da religião, este é o caminho do suicídio, semear ódio”, alertou. “É um preparar a Terceira Guerra Mundial que está em andamento aos pedaços e acredito não exagerar nisto.”