25 de abril de 2022

No domingo, 2 de outubro, o Brasil irá às urnas para decidir que projeto quer para o país. Será um dia decisivo, em que poderemos dar um basta ao modo nefasto como temos sido governados e voltar a sonhar com justiça social, comida no prato, mais emprego e educação. Mas atenção: a propaganda eleitoral só é permitida a partir do dia 16 de agosto de 2022. Pedidos de voto são proibidos em qualquer tipo de publicação nas redes sociais, comícios, falas em rádios e à televisão e outdoor.

Pedido de voto, outdoor e até meme: Propaganda antecipada é proibida! Veja como denunciar

Contribuir para termos uma campanha limpa e democrática é bem fácil. Quando se vir diante de um conteúdo que configure campanha antecipada, a primeira coisa é fazer o registro. Se vir algo na internet, salve imagens, vídeos, capturas de tela e os endereços eletrônicos (URLs) do material.

Se vir um outdoor, fique atento: a propaganda por meio de outdoor é proibida em qualquer momento, seja antes ou durante a campanha eleitoral. Então, tire fotos e registre o endereço onde as peças estão instaladas e, se houver, o endereço eletrônico (URL) de divulgação das peças. É importante também buscar os dados dos responsáveis pelas publicações e instalações de outdoors.

+ Entre em um de nossos grupos de Whatsapp e torne-se um Agente da Verdade!

Com tudo isso em mãos, denuncie no Verdade na Rede (https://lula.com.br/verdadenarede). Clique no botão vermelho DENUNCIE AQUI e preencha o formulário. Todas as denúncias serão analisadas pela equipe Lula, que encaminhará os casos de propaganda eleitoral antecipada para Diretório Nacional do Partido dos Trabalhadores. É lá que será feita a análise técnica dos aspectos jurídicos, políticos e de comunicação para a adoção das medidas cabíveis perante o Tribunal Superior Eleitoral.

Também é possível fazer a denúncia diretamente no site do Ministério Público Eleitoral, que, no exercício de seu poder de polícia, poderá requerer perante a Justiça a retirada de material considerado propaganda eleitoral antecipada.

+ Como denunciar mentiras e fake news do bolsonarismo

Nossas ações já estão a pleno vapor. Neste mês, o PT já tomou medidas judiciais contra a campanha antecipada reincidente e de difamação no TSE por conta de outdoors com conteúdos difamatórios nas cidades de Divinópolis (MG), Rondonópolis (MT) e Imperatriz (MA). No domingo (17), o PT entrou no Tribunal Superior Eleitoral mais uma vez contra Jair Bolsonaro em razão de “motociata”, comício e pedido de voto. São alguns exemplos de ações ágeis e efetivas que podem ser tomadas graças às denúncias que recebemos diariamente. É o caso de um outdoor ofensivo que havia sido instalado em Ariquemes, em Rondônia, e que teve a retirada imediata ordenada pelo Tribunal Regional Eleitoral no final de março.

Seja um Agente da Verdade!

As últimas eleições nacionais, em 2018, foram marcadas por uma avalanche de mentiras e informações falsas. Estudo da organização Avaaz, feito em 2020, apontou que 98,21% dos eleitores do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) foram expostos a uma ou mais notícias falsas durante a eleição, e 89,77% acreditaram que os fatos eram verdade.

As mentiras foram além das eleições e contaminaram as políticas públicas. Ao longo de 2021, o presidente Jair Bolsonaro mentiu oficialmente 7 vezes ao dia (em um impressionante total de 2.516 mentiras no ano), e segue espalhando fake news. Por isso, nunca foi tão importante se vacinar contra as mentiras, para a saúde do corpo e da nossa democracia.

Verdade na Rede concentra as vacinas já produzidas para o vírus bolsonarista da mentira. Você que já tomou a primeira, a segunda e a terceira doses da vacina contra o coronavírus: é hora de se imunizar contra as fake news na internet. Busque vacinas e imunize seus familiares, amigos, vizinhos, colegas de trabalho, de igreja e quem vier espalhar mais uma lorota das milícias digitais.

O caminho para a verdade é simples e conta com o apoio da nossa equipe. Os passos são os seguintes:

1 – Viu uma mentira?

Não a divulgue, nem para seus amigos mais próximos. Qualquer tipo de postagem, mesmo que em tom de crítica ou denúncia, ajuda a divulgar ainda mais o conteúdo. Não caia na armadilha bolsonarista. Respire fundo, entre em https://lula.com.br/verdadenarede e busque uma vacina para as fake news que não param de pingar nos seus grupos de zap.

É só ir no campo de busca e digitar uma palavra marcante da notícia falsa.

O nosso site reúne o material das agências de checagem e conteúdo próprio. É preciso desmontar os argumentos falsos e as narrativas fantasiosas do bolsonarismo. Ao responder à mentira, encaminhe uma das vacinas, aproveite e já envie algumas das realizações dos governos do PT para gerar um debate produtivo e sem briga.

2 – Não encontrou uma vacina?

Denuncie a fake news com a qual você se deparou. Você pode fazer isso em nosso site, clicando no botão vermelho DENUNCIE AQUI. Produziremos novas vacinas a partir das novas cepas do bolsovírus. Além disso, nosso time jurídico irá avaliar a sua denúncia e, se for necessário entraremos em contato para maiores informações.

3 – Como seguir informado?

É só se cadastrar em um dos nossos grupos de WhatsApp. Eles estão na página inicial do Verdade na Rede. Estaremos sempre de olho. Procurando as mentiras que circulam nas redes e em grupos de WhatsApp e Telegram e trazendo a verdade.

Além disso, os grupos também serão espaço para trocar informações e técnicas para eliminar as fake news. Seja um agente da verdade!