11 de agosto de 2016

A LASA (Latin American Studies Association) divulgou nota condenando o golpe no Brasil e classificou o processo de impeachment contra a presidenta Dilma Rousseff como “arbitrário” e “antidemocrático”. 

Em uma votação interna, 87% dos membros da LASA reconheceram que o golpe no país é um “atentado contra a democracia brasileira” e passaram a alertar o mundo sobre os perigos do golpe contra Dilma à democracia. 

A LASA é a maior associação profissional do mundo composta de indivíduos e instituições dedicadas ao estudo da América Latina. Com mais de 12.000 sócios, quase 60% dos quais residindo fora dos Estados Unidos, a LASA é uma associação que reúne especialistas de todas as disciplinas e profissões que dedicam-se ao estudo da América Latina em todo o mundo.

Em julho deste ano, o ex-presidente Lula conversou com uma comissão de pesquisadores de vários países montada pela LASA, que esteve no Brasil para analisar o processo de impeachment da presidenta Dilma. 

 

Leia a nota na íntegra: 

A forma arbritária na qual o processo de impeachment está sendo realizado contra a presidenta Dilma Rousseff constitui um atentado contra a democracia brasileira; 

Considerando que a democracia é uma condição indispensável para alcançar um futuro digno e socialmente justo para todos; e considerando que a comunidade internacional esteve presente e solidária com as lutas em defesa da democracia;

A Lasa denuncia o atual processo de impeachment no Brasil como antidemocrático e encoraja seus membros a chamar a atenção do mundo para os precedentes perigosos que o impeachment estabelece para toda a região. 

VOTAÇÃO:

Membros individuais LASA – Agosto de 2016: 7.457
Total de votos recebidos: 2.589 ou 35% 
A favor: 2263 ou 87%  
Contra: 326 ou 13%