29 de janeiro de 2019
Foto: Ricardo Stuckert

Sobre o início de uma revolução social. Sobre um metalúrgico sem diploma que, ao chegar ao poder, fez questão de abrir as portas das universidades ao filho do pobre. Sobre um governo que rejeitou a ideia de que “as universidades são reservadas a uma elite intelectual”, como afirmou ontem o ministro da Educação de Bolsonaro, Ricardo Vélez. Um vídeo emocionante, que lembra o Brasil que não podemos deixar para trás: