22 de outubro de 2018

No editorial do último domingo (21/10), intitulado “A triste escolha do Brasil”, o jornal americano The New York Times afirmou que o candidato Jair Bolsonaro “é um brasileiro de direita que tem visões repulsivas”.

O jornal lembrou que Bolsonaro já disse que, “se tivesse um filho homossexual, preferiria que ele morresse; que uma colega no Parlamento era muito feia para ser estuprada; que os afro-brasileiros são preguiçosos e gordos” e que o “aquecimento global equivale a uma ‘fábula’”. Além de afirmar que Bolsonaro “sente saudades dos generais e torturadores que governaram o Brasil por 20 anos”.

O editorial diz que Bolsonaro não entende de economia. “Ele prega uma mistura de conservadorismo social e liberalismo econômico, embora confesse apenas uma compreensão superficial da economia”.

O editorial conclui dizendo que a escolha é dos brasileiros, “mas é um dia triste para a democracia quando a desordem e o desapontamento levam os eleitores à distração e abrem as portas para populistas ofensivos, cruéis e teimosos”.