17 de agosto de 2018
21-10-2015 – Teresina – Piauí – O ex presidente Lula, durante Plenária de Mobilização pela Educação. Foto: Ricardo Stuckert/ Instituto Lula

Em janeiro de 2003, quando Luiz Inácio Lula da Silva assumiu a Presidência da República pela primeira vez, o Piauí contava com 236.945 postos de trabalho.

Em março de 2016, no final do governo de Dilma Rousseff, havia no Piauí 448.965 postos de trabalho, ou seja, 89,48% vagas de trabalho a mais do que em 2003.

Isso significa que os governos do PT criaram 212.020 novos postos de trabalho no Estado e promoveram desenvolvimento econômico com inclusão social. No Brasil, foram 20 milhões de novas vagas.

Infelizmente, depois do golpe de Michel Temer e do PSDB, não só o Piauí, mas todo o país entraram em um período de desemprego em massa.

Exatamente por isso, uma das prioridades do ex-presidente em seu próximo governo será o Programa Emergencial de Emprego. As retomadas das obras públicas inacabadas em todo o país e do programa Minha Casa Minha Vida vão abrir postos de trabalho na construção civil.