20 de junho de 2022

A gente sabe que o Preguiçoso da República não gosta de trabalhar, mas ele botou a família inteira no batente este fim de semana para encher as redes sociais de calúnias e mentiras. Por-que-se-rá? Será que é porque Lula está rodando o Brasil, em eventos lotados de gente (não é moto não, viu?)? Será que é porque o povo quer um governo que combata a fome e a miséria de verdade? Pois é.

Enquanto Lula viaja promovendo o diálogo e a reconstrução do país, do outro lado, a família Bolsonaro colocar na “força máxima” a máquina de fake: mentiras velhas, mentiras novas, distorções de todo o tipo. Foram quase trinta conteúdos dele e de seus filhos, em todas as redes, somente no sábado. 

Isso para não falar dos incontáveis cortes de vídeos e imagens enviesadas para tentar esconder o sucesso dos eventos. Ou de declarações milimetricamente calculadas para espalhar desinformação. É o que Bolsonaro fez no sábado, ao citar uma fake news sobre Lula e compará-lo com Fidel Castro. Trechos maldosamente editados da fala de Lula foram usados para dar a impressão de ele ameaçava líderes religiosos. Na verdade, a frase é de 2021 e nela ele disse que conversaria com as Forças Armadas “para dizer qual é o papel deles”. Bem diferente, né?

Mas o que Lula disse nesses eventos para incomodar tanto o gabinete do ódio? Que o Brasil não pode desprezar o povo pobre. No ato público de sexta-feira (17) em Maceió (AL), ele também falou que o Brasil não merecia voltar a ter problemas que foram superados nos governos petistas, como desemprego, fome e desnutrição. E muita gente foi ouvir. Na noite anterior, foi o mesmo sucesso de público. Em Natal (RN), Lula afirmou que acabar com a fome e a sede voltará a ser seu principal objetivo em um próximo mandato. Bem diferente do alto astral desses atos, o encontro de Bolsonaro, no dia seguinte na mesma cidade, atraiu 3,5 vezes menos gente do que o de Lula.

É que tem muito mais gente querendo ouvir a verdade. Tem muita gente querendo que a vida seja menos sofrida. E Bolsonaro não tem nada para apresentar para o povo pois, com ele no poder, a vida do brasileiro só piorou. Sabe gasolina? Aumentou de novo! A fome? Voltou. Emprego? Não tem. Mas fake news tem à vontade…

Como a realidade do Brasil atual é uma tragédia, o bolsonarismo apela para mentiras cada vez mais sujas e pesadas, nas redes sociais, para tentar chamar a sua atenção. Infelizmente, todos nós seremos bombardeados por mentiras cada vez mais assustadoras. Mas, felizmente, estaremos preparados para esses eventos. Não só para denunciar, mas também para conversar com as pessoas que amamos e ajudá-las a perceberem esse jogo sujo. Vamos juntos reconstruir o Brasil e espalhar a verdade!

Eu só quero pedir pra vocês uma coisa. Não acreditem em mentiras. Não acreditem em fake news. Aprendam a distinguir as mensagens mentirosas que vocês vão receber pelo zap. Não aceitem mensagens que pregam ódio.

Lula