18 de maio de 2022

Todo mundo está sentindo em casa os efeitos: em um ano, os alimentos estão 15,38% mais caros. Só em abril, a inflação atingiu 78% de todos os produtos e serviços. A verdade é que as contas estão impagáveis. O gás de cozinha virou artigo de luxo e a fila do Auxílio Brasil tem inaceitáveis 1 milhão de família à espera de ter direito a um benefício que mal lhes garante tranquilidade para fechar o mês. Nesse cenário, só uma pessoa está se dando (muito bem) e aproveitando cada minuto da mamata do Executivo: o capitão censura, Jair Bolsonaro, que adora gastar no cartão corporativo.

@bolsomamata TIRA O SIGILO JAIR! 😡 #mamatacard #tiraosigilojair #forabolsonaro #bolsocaro #bolsonarotraidor #forabozo ♬ Vírus da Corrupção – Bezerra da Silva

Em 35 dias, Bolsonaro e Mourão gastaram R$ 4,2 milhões no cartão corporativo da presidência da República, entre 01 de abril e 05 de maio de 2022. Desde o início do ano, foram R$ 8,8 milhões no cartão. Nos 40 meses de mandato, foram R$ 38,4 milhões, o que equivale a R$ 32 mil por dia! Com o que Bolsonaro tanto gastou? Não se sabe. O presidente colocou sigilo de 100 anos nos gastos do cartão corporativo. Sem investigação não tem corrupção.

Vale lembrar que não são “apenas” os quase R$ 9 milhões que são gastos suspeitos. Quem se lembra do escândalo dos gastos pouco usuais das Forças Armadas. O mesmo general Hamilton Mourão ironizou a compra de 35 mil comprimidos de Viagra pelas Forças Armadas: “Tem o velhinho aqui. Eu não posso usar o meu Viagra, pô?” Poder, até pode. Com dinheiro público, não. Ainda mais à luz da farra que o vice-presidente está claramente fazendo com o cartão corporativo.

+ Entre em um de nossos grupos de Whatsapp e torne-se um Agente da Verdade!

Todo mundo quer saber cadê o dinheiro do auxílio, o dinheiro pra fazer mercado, para encher o tanque, o dinheiro que foi pro bolsolão do asfalto, pros escândalos do MEC. Agora, somamos às demandas para onde foi essa cifra bilionária que Jair gastou a seu bel prazer? Bom, a resposta é difícil de dar. Isso porque 99,2% dos gastos estão na condição de sigilo.

O cartão de pagamentos do governo federal tem o objetivo de custear despesas relacionadas ao exercício do cargo. O seu uso deveria estar sujeito a fiscalização e controle social e a regras baseadas em princípios como legalidade, impessoalidade, moralidade, eficiência, isonomia e da aquisição mais vantajosa. Mas não existe transparência com o capitão censura! Mordaça nas faturas!

Como não pode simplesmente exonerar ou afastar o nome por trás das investigações sobre a atuação da milícia digital, que é como seu governo gosta de lidar com as denúncias de corrupção, ele ama decretar a mordaça do sigilo de 100 anos . É um casamento perfeito com as ações mentirosas e violentas da milícia digital. Nada de medidas, investigações, ou mudança política? Na hora do aperto, os bolsonaristas requentam fake news e repetem os maiores absurdos possíveis. Tudo para ocupar o tempo de quem poderia estar pressionando por melhores políticas para o Brasil.

Não precisa ir muito longe pra ver pra onde foi uma parte do dinheiro, já que o presidente adora adotar a postura de blogueiro ostentação durante suas muitas férias, de que desfruta na cara dura enquanto o povo pena com desastres naturais, a fome e a inflação.

No final do ano passado, Jair deliciou-se no Guarujá, em São Paulo, no Forte das Forças Armadas. Só ali, e sem nenhum compromisso oficial, foram R$ 130 mil. Semanas depois, foi a vez de novas férias. Desta vez em São Francisco do Sul (SC), entre dezembro de 2021 e janeiro de 2022. que custaram quase R$ 900 mil reais aos cofres públicos. Isso tudo pago para que ele andasse de jet-ski, visitasse um parque de diversões e uma loja da Havan, do empresário alinhadíssimo ao governo federal, enquanto o povo baiano sofria a tragédia causada por enchentes que deixaram ao menos 26 mortos e milhares de desabrigados. Ou seja, contando com tudo – como segurança, transporte, manutenção de aeronaves… – só nessa brincadeira, lá se foram R$ 2,45 milhões do dia 18 de dezembro de 2020 a 5 de janeiro.

+ Como denunciar mentiras e fake news do bolsonarismo

Coincidentemente – ou não – foi justamente a mesma narrativa que seu filho, o senador Flávio Bolsonaro, correu pra tentar emplacar. Enquanto o povo, nas redes sociais, cobrava respostas com a #JairGastaoBrasilPaga, Flavio ressuscitou uma foto antiga do presidente mostrando sua cicatriz na barriga e disse: “Bolsonaro usa cartão corporativo para, principalmente, garantir a sua segurança. Um ex-militante do PSOL tentou assassina-lo, o que eleva seu grau de risco de morte pois a chance de ele ser vítima novamente do ódio da esquerda é grande”. Mentiu ao associar Adélio Bispo ao PSOL, mas dele não esperávamos verdade. O que esperamos, até agora, é uma explicação de como passeios de jet ski a custos milionários ajudam de alguma coisa pra garantir a Segurança e o tratamento de Saúde do chefe do Executivo.

Jair gasta, o Brasil paga

Não compartilhe e siga denunciando!

Verdade na Rede concentra as checagens de fatos já produzidas para o as mentiras bolsonaristas. Vamos juntos pela Verdade nas redes e nas ruas. Busque notícias verdadeiras e desmentidos e imunize seus familiares, amigos, vizinhos, colegas de trabalho, de igreja e quem vier espalhar mais uma lorota das milícias digitais.

O caminho para a verdade é simples e conta com o apoio da nossa equipe. Os passos são os seguintes:

1 – Viu uma mentira?

Não a divulgue, nem para seus amigos mais próximos. Bolsonaro quer nos afogar nas suas falsidades. Saia dessa. Respire fundo, entre em https://lula.com.br/verdadenarede/ e busque uma vacina para as fake news que não param de pingar nos seus grupos de zap.

É só ir no campo de busca e digitar uma palavra marcante da notícia falsa.

Responda a mentira com uma verdade. O nosso site reúne o material das agências de checagem e conteúdo próprio. É preciso desmontar os argumentos falsos e as narrativas fantasiosas do bolsonarismo. Ao responder à mentira, encaminhe uma das vacinas, aproveite e já envie algumas das realizações dos governos do PT para gerar um debate produtivo e sem briga.

2 – Não encontrou uma vacina?

Denuncie a fake news com a qual você se deparou. Você pode fazer isso em nosso site, clicando no botão vermelho DENUNCIE AQUI. Produziremos novas vacinas a partir das novas cepas do bolsovírus. Além disso, nosso time jurídico irá avaliar a sua denúncia e, se for necessário entraremos em contato para maiores informações.

3 – Como seguir informado?

É só se cadastrar em um dos nossos grupos de WhatsApp. Eles estão na página inicial do Verdade na Rede. Estaremos sempre de olho. Procurando as mentiras que circulam nas redes e em grupos de WhatsApp e Telegram e trazendo a verdade.

Além disso, os grupos também serão espaço para trocar informações e técnicas para eliminar as fake news. Seja um agente da verdade!

Vamos neutralizar o Bolsovírus e respirar os ares da democracia e da verdade. Vacine-se contra as fake news. Embarque no nosso mutirão!