20 de outubro de 2018

Mais uma vitória contra as fake news (mentiras) espalhadas pelo candidato Jair Bolsonaro e seus apoiadores nas redes sociais, na internet, contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou nesta sexta-feira (19/10) a imediata retirada de 49 links que veiculam fake news do Facebook e do Google, no prazo de 48 horas, e que seja fornecida a identificação do número de IP da conexão usada para a realização dos cadastros iniciais e os dados pessoais dos criadores e dos administradores dos perfis e dos canais nas respectivas operadoras.

A decisão atende solicitação da coligação O Povo Feliz de Novo e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Foi atendida a proibição de 49 dos 58 links listados com a mensagem falsa de que Lula teria dito que seria fácil comprar o voto do baiano por R$ 10,00. É mentira, óbvio! Também foi solicitado que se retirasse do ar um vídeo falso, em que uma montagem amadora sugeria, erradamente, que Lula estaria “atacando o Bolsa Família”. É lógico que é mentira: Lula foi o criador do Bolsa Família, premiado internacionalmente por esse feito.

É evidente a intenção dessas mensagens falsas de macular a reputação do ex-presidente Lula e enganar o eleitor por meio de mentiras, para prejudicar Fernando Haddad e favorecer Bolsonaro.

Leia aqui a decisão na íntegra: Decisão Judicial – derrubada de fake news sobre Lula

Veja também outras decisões do TSE para derrubada de links de fake news:
. TSE proíbe Bolsonaro de espalhar fake news de “kit gay”!
Mais uma vitória contra fake news: TSE derruba notícias falsas contra Manuela d’Ávila
Vitória histórica! TSE retira do ar 35 mentiras denunciadas pelo Zap do Lula
Mais uma vitória no TSE contra fake news
TSE recebe 92 páginas de denúncia contra fake news recebidas pelo Zap do Lula
Vitórias no TSE contra mentiras e fake news nas redes sociais
TSE ordena que notícia falsa sobre Haddad seja retirada do ar