21 de novembro de 2021
Foto: reprodução Youtube

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva concluiu na Espanha a viagem que fez pela Europa neste mês de novembro, passando pela Alemanha, Bélgica e França. Lula teve uma série de encontros com lideranças europeias nesse período. 

Assista ao vídeo com o resumo da viagem. Vídeo: Ricardo Stuckert

Na Alemanha, se reuniu com o Olaf Scholz, vencedor das eleições alemãs que deverá substituir Angela Merkel; com Martin Schulz, ex-presidente do Parlamento Europeu, liderança do Partido Social-Democrata (SPD) da Alemanha e presidente da Fundação Friedrich Ebert; e com as deputadas do SPD Yasmin Fahimi e Isabel Cademartori, eleitas na última eleição alemã, vencida pelo SPD, em setembro, entre outras lideranças políticas. 

Lula teve também teve encontro com lideranças sindicais do país, como a secretária-geral da Confederação Sindical Internacional (ITUC da sigla em inglês), Sharan Leslie Burrow, e discutiu os desafios de organização da classe trabalhadora no Brasil e no mundo.

Na Bélgica, a partir do dia 13, o ex-presidente participou da Reunião de Alto Nível no plenário do Parlamento Europeu, onde discursou e foi aplaudido de pé pelos eurodeputados. O evento, intitulado Juntos durante a crise para uma nova agenda progressista, reuniu líderes da Europa e da América Latina para discutir como o mundo pode sair mais forte da pandemia a partir de uma agenda progressista.

 Lula também se reuniu com o chefe da diplomacia da União Europeia, Josep Borrel; com José Luis Rodríguez Zapatero , ex-primeiro-ministro da Espanha; com o economista Joseph Stiglitz, prêmio Nobel de Economia; e com a líder do bloco social democrata no Parlamento, Iratxe García Pérez. Teve reuniões com os eurodeputados do Bloco Social Democrata no Parlamento Europeu.

Já na França, a partir do dia 16, Lula foi recebido pelo presidente Emmanuel Macron. No encontro, de mais de uma hora, Lula e o presidente francês dialogaram sobre a crise mundial, geração de empregos, redução das desigualdades e proteção ambiental.  Lula também teve agenda com a prefeita de Paris, Anne Hidalgo; com o ex-presidente da França, François Hollande e com o Jean-Luc Mélenchon, ex-candidato à presidência da França e líder do movimento França Insubmissa. 

Também na França, Lula foi homenageado mais uma vez pelo Instituto de Estudos Políticos de Paris (Sciences Po), dez anos após receber o título Doutor Honoris Causa. No Sciences Po, o ex-presidente discursou sobre “Qual o lugar do Brasil no mundo de amanhã?”. Na capital francesa Lula também recebeu o prêmio Coragem Política 2021, concedido pela revista Politique Internationale por sua gestão “marcada pelo desejo de promover a igualdade” na Presidência da República. 

Na Espanha, a partir do dia 18, Lula esteve com o presidente do governo espanhol, Pedro Sánchez, no Palácio da Moncloa, e com a vice-presidente, Yolanda Díaz. Na capital espanhola, Lula participou do seminário “Cooperação multilateral e recuperação regional pós-Covid-19” e do ato “Construir o Futuro”. O ex-presidente também teve encontros as federações sindicais da Espanha.